Notas: Leandro Carvalho, Gilson e Lindoso se destacam em vitória do Botafogo na Sul-Americana

Jogo pelos lados do Botafogo rende no segundo tempo e alvinegro consegue virada no último minuto; Brenner também tem boa atuação

Notas: Leandro Carvalho, Gilson e Lindoso se destacam em vitória do Botafogo na Sul-Americana
Foto: Claudio Reyes/AFP

Apesar de estar enfrentando o último colocado do Campeonato Chileno, o Botafogo teve trabalho para derrotar o Audax Italiano, em jogo válido pela primeira fase da Copa Sul-Americana. No segundo tempo, a equipe alvinegra melhorou, conquistou uma vitória por 2 a 1 e saiu em vantagem por uma vaga na próxima fase da competição. A VAVEL Brasil deu as notas para os atletas da equipe de General Severiano:

Gatito Fernandez – nota 5,5: pouco acionado, quase fez uma grande defesa no lance que resultou no gol do Audax Italiano.

Marcinho – nota 5: participou pouco do ataque, mas também não comprometeu na fase defensiva.

Joel Carli – nota 5,5: soberano pelo alto, venceu todos os duelos aéreos com Loco Abreu, que entrou durante o segundo tempo.

Igor Rabello – nota 5: não comprometeu.

Gilson – notas 6,5: a primeira boa atuação do lateral-esquerdo no ano. Foi a principal válvula de escape da equipe, sendo importante nos ataques em velocidade. Errou a grande parte dos cruzamentos que tentou, mas, no fim, deu o passe para o segundo gol.

Rodrigo Lindoso – nota 6: importante para a saída de bola do alvinegro. Foi de suma importância para os passes em profundidade buscando jogadas pelos lados do campo.

Marcelo – nota 4,5: esteve mais presente no campo de ataque, participando mais do jogo. Porém, errou, mais uma vez, muitos passes.

Renatinho – sem nota: sentiu um desconforto muscular e foi substituído com cinco minutos.

Matheus Fernandes – nota 4,0: não foi capaz de segurar uma pressão do Audax Italiano no fim do primeiro tempo. Chegou a fazer boas infiltrações, mas errou muitos passes simples.

Leandro Carvalho – nota 6,5: sumido no primeiro tempo, já que sentiu a falta de ritmo, conseguiu se recuperar na etapa complementar, sendo um dos principais nomes do Botafogo no jogo. Por meio da sua velocidade, foi a principal ameaça ofensiva do Botafogo.

Léo Valencia – nota 5,0: com a bola no pé, não conseguiu criar muito. Por meio das bolas paradas, porém, cobrou a falta que resultou no gol de Brenner.

Brenner – nota 6,5: fez grande partida. Foi muito participativo no ataque, construindo boas jogadas e marcou o gol de empate mostrando muito oportunismo dentro da área.

Marcos Vinícius – nota 5,0: não foi muito participativo na partida, mas a mudança de posicionamento que trouxe para a equipe foi fundamental para a virada.

Rodrigo Pimpão – nota 6,0: levou um cartão amarelo em seu primeiro lance no gramado. Porém, se recuperou e marcou o gol da virada.