Notas: Matheus Fernandes domina meio-campo e é destaque do Botafogo contra Palmeiras

Ao lado de Gustavo Bochecha, garotos do alvinegro são fundamentais para boa atuação

Notas: Matheus Fernandes domina meio-campo e é destaque do Botafogo contra Palmeiras
Foto: Vitor Silva/SS Press/Botafogo

A primeira partida do Botafogo no Campeonato Brasileiro terminou empatada em 1 a 1. Diante do Palmeiras, que possui um dos melhores elencos do país, a equipe de Alberto Valentim, apesar de ter saído no placar, não teve medo, buscou o ataque com um resultado adverso e conseguiu conquistar um ponto. Além disso, esteve, em muitos momentos, ‘mais inteiro’ dentro de campo que seu adversário. A VAVEL Brasil deu notas para os jogadores do alvinegro:

Gatito Fernandez – nota 5,5: não teve culpa no gol do Palmeiras e pouco trabalhou durante a partida.

Marcinho – nota 6,0: grande atuação defensiva do jovem da base alvinegro, que conseguiu vencer a maioria dos duelos que travou diante do bom Keno.

Igor Rabello – nota 6,5: falhou no gol do Palmeiras, deixando Dudu fazer o que queria. Após isso, porém, se reergueu com o tento de empate.

Joel Carli – nota 6,0: foi sólido durante grande parte do jogo, sendo soberano pelo alto, mas deixou alguns espaços para os atletas do Palmeiras em certos momentos.

Gilson – nota 5,0: tímido no ataque, mas sem comprometer na defesa.

Rodrigo Lindoso – nota 6,5: mesmo jogando como volante, foi o grande organizador do jogo do Botafogo. Cansou no final, não conseguiu acompanhar o ataque palmeirense, mas, no geral, foi bem.

Gustavo – nota 6,0: errou alguns passes, mas foi dominante em grande parte do primeiro tempo. Dominou espaços e foi importante para rodar o jogo do Botafogo. Saiu por questão tática.

Matheus Fernandes – nota 7,0: grande nome da partida, tendo sua primeira grande atuação no ano. Não se intimidou diante de Bruno Henrique e Felipe Melo e dominou o meio-campo.

Leonardo Valencia – nota 5,0: tomou algumas decisões erradas, principalmente na hora de cruzamentos. Poderia ter oferecido mais.

Leandro Carvalho – nota 5,0: com sua velocidade, conseguiu colocar uma pressão sobre Diogo Barbosa e sofreu algumas faltas que não foram marcadas. Não brilhou como na partida contra o Audax Italiano, mas não foi mal.

Brenner – nota 6,0: grande partida. Batalhou, saiu da área, fez pivô e tentou finalizar do jeito que dava. Em resumo: foi o grande incômodo da defesa do Palmeiras.

Rodrigo Pimpão – nota 4,5: deu mais energia ao jogo do Botafogo, mas deixou a desejar, principalmente na parte técnica.

Marcos Vinícius – nota 5,0: assim como o Audax Italiano, não foi importante unicamente pelo o que fez em campo, mas sim por mudar o posicionamento da equipe, que ficou mais ofensiva.

Kieza – nota 4,0: ofereceu mais mobilidade, mas perdeu um gol incrível dentro da área, quando furou a bola em duas oportunidades.