Duelo de gerações: goleiros de Flamengo e América para sábado vivem etapas distintas
Jory e Julio César estampam momentos diferentes em suas trajetórias no futebol (Fotos: Mourão Panda/América e Gilvan de Souza/Flamengo)

Duelo de gerações: goleiros de Flamengo e América para sábado vivem etapas distintas

O que um tem vida, o outro praticamente tem de carreira; ambos não são titulares de suas respectivas equipes, mas vão ganhar vaga no sábado (21) por situações diferentes

karina_amelia
Karina Amélia

Uma carreira profissional é construída por vários momentos, entre eles os inevitáveis, como o início, meio e fim. Com o jogador de futebol não é diferente, e no próximo sábado (21), o estádio mais conhecido do país será palco de uma partida entre Flamengo x América, equipes que terão em suas metas momentos distintos entre seus goleiros.

O Maracanã, às 19h, vai receber o confronto pela segunda rodada do Brasileiro. Do lado rubro-negro, Júlio César fará sua última partida como um atleta profissional após 21 anos de carreira - atuação simbólica, já que Diego Alves é titular. O lado alviverde contará com Jory, de 22 anos, realizando seu quarto jogo como profissional e estreando no Maracanã - ele está substituindo o titular João Ricardo, atualmente com uma lesão na coxa.

Jory: a promessa do gol americano

Na boa campanha do América em 2017, Jory terminou a temporada sendo o quarto goleiro do time, atrás de João Ricardo, Fernando Leal e Glauco. O jovem goleiro de 22 anos estreou com a camisa alviverde no primeiro jogo da semifinal do Campeonato Mineiro, contra o Atlético, porque o goleiro titular João Ricardo se recuperava de uma lesão - ainda está lesionado.

A partida contra o Sport pela primeira rodada do Campeonato Brasileiro foi a estreia do atleta na competição e apenas o terceiro jogo da carreira. Se for da escolha do técnico Enderson Moreira, Jory terá mais uma estreia pela frente: pisar no gramado do Maracanã.

"Ainda não está definido quem jogará, mas, se for eu, com certeza será mais um sonho realizado. Nunca fui ao estádio, então pisar naquele gramado será uma honra muito grande. Ficarei muito feliz. Se Deus quiser, espero fazer mais um bom jogo para ajudar a equipe. Todo jogador tem esse sonho de atuar no Maracanã. Querendo ou não, esse é o estádio com mais história no Brasil e palco de duas finais de Copa do Mundo", comentou Jory.

Jory tem apenas 22 anos (Foto: Mourão Panda/América-MG)

O goleiro alviverde disputa posição com Fernando Leal e Glauco atualmente, já que João permanece no departamento médico. Com a grande atuação na vitória por 3 a 0 sobre o Sport na estreia do Brasileiro, tudo indica que Jory permanecerá na meta do Coelho. Ele admitiu que tem uma admiração por Júlio e que o acompanhou durante sua carreira, mas que fará o possível para sair do Maracanã com a vitória. 

"É claro que todo goleiro tem suas fases boas e ruins, mas ele batalhou até o fim. Infelizmente, está chegando esse final de ciclo para ele. Acho até que ele está novo para aposentar, mas é a escolha dele. Será um jogo festivo, de despedida. Mas se pudermos estragar a festa com uma vitória, faremos. Se Deus quiser, conseguiremos fazer um bom jogo, porque queremos voltar com os três pontos", afirmou confiante.

Foto: Mourão Panda/América-MG

Júlio César: experiência na ponta das luvas

Nascido em Duque de Caxias, Júlio César Soares de Espíndola iniciou sua carreira no futebol nas bases da Gávea. Em 1997, realizou seu primeiro jogo como profissional com a camisa do Flamengo, pela Taça Juiz de Fora, em um clássico contra o Botafogo.

Em sua extensa carreira, o arqueiro foi o dono do gol em diversos times, como Chievo (MEX), Internazionale (ITA), Queens Park Rangers (ING), Toronto (CAN) e Benfica (POR). Defendeu ainda a Seleção Brasileira, estando, inclusive, no gol da Canarinho na derrota por 7 a 1 para a Alemanha na Copa do Mundo de 2014.

Julio Cesar tem 38 anos (Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)

O atleta de 38 anos voltou ao time carioca após 13 anos. Ele chegou com um salário simbólico e assinou um contrato de apenas três meses, até o fim do Campeonato Carioca. O goleiro realizou apenas uma partida com a camisa rubro-negra nesta temporada, o duelo contra o Boa Vista pelo Campeonato Estadual. Júlio comentou sobre o projeto que firmou com o clube.

"Coisa que pensei bastante após minha rescisão com o Benfica e ponderei muito se ia parar ou não. Mas, devido toda a minha história no futebol e nesse clube, vi com muitos bons olhos. Parentes e amigos diziam que eu não poderia encerrar a carreira sem essa página da minha passagem pelo Flamengo", declarou o goleiro.

No Rio de Janeiro, o Flamengo está trabalhando forte para que a despedida do experiente goleiro seja uma data marcante para o atleta e para a torcida. O jogo que marca a estreia do Urubu em casa no Brasileirão espera um grande público da torcida rubro-negra, e os ingressos começaram a ser vendidos desde o último dia 06. 

Foto: Gilvan de Souza/Flamengo
VAVEL Logo
    CHAT