Jailson alcança série invicta no Campeonato Brasileiro e iguala marca histórica do Palmeiras

Goleiro de 36 anos consegue igualar marca invicta da Segunda Academia Palestrina

Jailson alcança série invicta no Campeonato Brasileiro e iguala marca histórica do Palmeiras
Jailson atuando com a camisa do Palmeiras (Foto: Divulgação/ SE Palmeiras)

Jailson Marcelino dos Santos, esse é o nome do goleiro mais que titular da atual esquadra Alviverde. O atleta chegou em 2014, época em que os arqueiros da equipe não iam bem, e após quase quatro anos no clube consegue igualar marca histórica.

O goleiro, com a vitória de ontem sobre o Internacional de Porto Alegre, se assemelhou a marca invicta em Campeonatos Brasileiros de Ademir da Guia, Eurico, Leão, Ronaldo e Zeca. Todos do épico esquadrão da Segunda Academia Palmeirense.

Jailson soma  55 jogos com a camisa do Palmeiras, sendo 26 destes confrontos válidos pelo Brasileirão. Dentre as 26 partidas ele não sofreu nenhuma derrota. Com 19 duelos em 2016, cinco em 2017 e dois pela atual edição do torneio. Vale lembrar que o goleiro ficou fora de cena por quase uma temporada, em 2017, devido a uma lesão grave que quase o tirou do futebol.

Trajetória no clube

 A chegada

O jogador foi contratado ao final da temporada de 2014 junto ao Ceará, clube do qual era reserva. Prass estava contundido e o goleiro chegou ao Palmeiras coberto de muita desconfiança, principalmente por não ser um goleiro “pronto” para resolver o problema da meta alviverde. Dorival Junior, treinador do clube na época, foi o responsável pela sua contratação.

O que Jailson não contava era com a recupeação rápida de Prass após a sua chegada, com isso o mais novo goleiro do clube palestrino não teve oportunidade para atuar com frequência e só foi estrear em 2015. A estreia foi em um amistoso feito pelo clube com uma equipe chinesa. Em jogos oficiais ele esteve em campo pela primeira vez em jogos válidos pela Copa do Brasil, contra o Sampaio Corrêa.

Ascensão

Em 2016 com a contusão de Fernando Prass, que na época seria um dos goleiros da futura seleção campeã olímpica, se machucou as vésperas dos Jogos Olímpicos. Foi constatado que a contusão era séria e que o atual defensor da meta alviverde ficaria fora de atuação por um bom tempo. Neste momento o nome de Jailson ganha força, principalmente pelas más atuações do então goleiro suplente, Vagner, e o atleta acaba se firmando como titular da equipe

Neste mesmo ano o jogador atingiu a marca de incríveis 19 jogos sem sofrer nenhuma derrota. Claramente a equipe o ajudou, mas o goleiro, até então cercado de desconfiança, virou um monstro embaixo das traves.

Perca da posição e volta por cima

O inicio da temporada de 2017 era visto de forma positiva pelo lado palestrino, principalmente para Jailson. Cuca e Gabriel Jesus haviam se desligado do clube, mas mesmo assim a base havia sido mantida.

Eduardo Baptista, treinador da equipe na época, sacou o goleiro do time titular para a entrada de Fernando Prass, já recuperado de lesão. Prass no decorrer da temporada ia acumulando falhas e, até para não riscar a boa imagem que tem com a torcida, foi sacado do time titular.

A partida entre Flamengo e Palmeiras no Brasileirão de 2017, marcou o retorno de Jailson aos onze ideais da equipe. O atleta também participou do jogo de eliminação do Palmeiras na Libertadores para o Barcelona de Guayaquil, além de pegar uma cobrança de pênalti, que não foi o suficiente para classificar o clube. Após a partida foi constatado que o goleiro obtivera uma rara lesão no quadril, que o deixou fora de cena pelo restante da temporada.

Em 2018, e já recuperado, o jogador se firmou ainda mais como titular, mesmo com a chegada de reforços para a meta alviverde. Fez um belo Campeonato Paulista, sendo eleito o melhor goleiro e jogador da competição, e segue firme em busca de conquistas para fazer ainda mais história pelo clube.