Após primeiro jogo morno, Chape e Atlético-MG realizam duelo decisivo pela Copa do Brasil

Clube que passar para a próxima etapa da competição receberá cerca de 3 milhões de reais

Após primeiro jogo morno, Chape e Atlético-MG realizam duelo decisivo pela Copa do Brasil
Disputa de bola entre Roger Guedes e Apodi (Foto: Bruno Cantini/ Atléttico-MG/ Divulgação)
Chapecoense
Atlético Mineiro
Chapecoense: JANDREI; APODI, RAFAEL THYERE, DOUGLAS E BRUNO PACHECO; AMARAL, MARCIO ARAÚJO E CANTEROS; GUILHERME, ARTHUR E WELLINGTON PAULISTA.
Atlético Mineiro: VICTOR, PATRIC, BREMER, GABRIEL E FÁBIO SANTOS; ADÍLSON, GUSTAVO BLANCO E CAZARES; LUAN, RÓGER GUEDES E RICARDO OLIVEIRA.
ÁRBITRO: LEANDRO BIZZIO MARINHO
INCIDENCIAS: ARENA CONDÁ. OITAVAS DE FINAL DA COPA DO BRASIL. 16 DE MAIO DE 2018, 19:30.

Na noite desta quarta feira (16), Atlético-MG e Chapecoense realizam jogo decisivo pela Copa do Brasil. O jogo é válido pelas oitavas de final do torneio nacional. No primeiro jogo, realizado no estádio Independência, os dois times não conseguiram ser efetivos nas poucas finalizações criadas e não tiraram o zero do placar. Qualquer empate levará a partida para os pênaltis.

O confronto marca uma fase derradeira para as metas das duas equipes no decorrer da temporada. A volta de Wellington Paulista pelo lado da Chape e a boa fase de Roger Guedes no Atlético-MG, gera uma expectativa de um jogo aberto pelas duas partes.

Atlético-MG viaja a Chapecó para decisão e a ausência de laterais reservas

O Galo já viajou para o duelo decisivo pela Copa do Brasil. O time treinado por Thiago Larghi enfrenta a Chapecoense buscando a vaga nas quartas de finais após boas atuações da equipe no Brasileirão. A equipe empatou fora de casa com o São Paulo e ganhou do Atlético-PR na Arena da Baixada.

Thiago também está preocupado com as laterais pois não leva nenhum reserva para Fábio Santos e Patrick. titulares do atual elenco. Emerson, contratado junto à Ponte Preta e reserva imediato de Fábio Santos, não pode jogar o torneio por já ter participado com a camisa da macaca. Kevin e Lucas Cândido, reservas de Patrick, também não viajaram

A equipe busca a classificação com unhas e dentes, tendo em vista que esse ano a premiação do torneio aumentou consideravelmente em comparação ao ano anterior. Cerca de 3 milhões de reais podem entrar no cofres do alvinegro de Minas Gerais, no caso de classificação para a próxima fase.

Provável escalação: Victor, Patric, Bremer, Gabriel e Fábio Santos; Adílson, Gustavo Blanco e Cazares; Luan, Róger Guedes e Ricardo Oliveira.

Chape fecha treino e torcida espera retorno de WP9

O técnico Gilson Kleina fechou os portões antes da partida decisiva pela Copa do Brasil. O treinador fez questão de adiantar a volta de Wellington Paulista ao comando do ataque. Leandro Pereira, titular da posição nas últimas partidas, não participa do jogo por já ter jogado a competição com a camisa do Sport.

Após boa partida contra o Flamengo a Chapecoense chega com a moral lá em cima e a expectativa interna de uma boa partida é grande. Gilson Kleina, técnico da equipe, falou um pouco sobre o que espera do confronto:

“O intuito deles é o mesmo do nosso. São objetivos iguais. O fato de não termos tomado gol (na ida) e trazer a decisão para cá é de grande valia. Não quer dizer que vai ser um jogo fácil. Vamos ter que ser inteligentes e trabalhar com o pé no chã. O Atlético-MG joga para cima”, frisou o treinador.

Provável escalação: Jandrei; Apodi, Rafael Thyere, Douglas e Bruno Pacheco; Amaral, Marcio Araújo e Canteros; Guilherme, Arthur e Wellington Paulista.

A partida acontece hoje (16), às 19h30 na Arena Condá.