Flamengo fica no empate com River Plate e se mantém em segundo lugar no Grupo 4
Foto: (Staff Images/Flamengo)

Flamengo fica no empate com River Plate e se mantém em segundo lugar no Grupo 4

Rubro-Negro adota postura defensiva e leva sustos durante partida, porém, empate sem gols permanece no placar e equipes seguem para as oitavas de final nas mesmas posições do ínicio da rodada

mathenrique
Matheus Henrique
River PlateArmani; Montiel, Maidana, Pinola, Saracchi; Ponzio, Enzo Perez, Ignazio Fernandez, Ezequiel Palacios (Ariel Rojas); Scocco (Mora), Lucas Pratto (Borré). Técnico: Marcelo Gallardo
FlamengoDiego Alves; Rodinei, Léo Duarte, Rhodolfo, Renê; Cuéllar, Jean Lucas, Lucas Paquetá; Vinicius Jr., H. Dourado, Éverton Ribeiro. Técnico: Mauricio de Souza
ÁRBITROAndrés Cunha Amarelados: Maidana, Enzo Perez, Fernandez, Scocco (River Plate); Jean Lucas, Lucas Paquetá (Flamengo)
INCIDENCIASPartida válida pela sexta rodada do Grupo 4 da Libertadores da América, disputada no Estádio Monumental de Nuñez, em Buenos Aires (ARG)

Nesta quarta-feira (23), o Flamengo foi até o Monumental de Nuñez para visitar o River Plate pela última rodada do Grupo 4 da Libertadores da América. Em partida disputada, as equipes não conseguiram balançar as redes e o confronto terminou em 0 a 0.

Antes do confronto, ambas equipes já haviam concretizado suas classificações para as oitavas de final da competição. Sendo assim, o duelo decidiria apenas a ordem as posições dentro da chave para a sequência do torneio. A equipe rubro-negra somava nove pontos, contra 11 dos argentinos. Com isso, apenas uma vitória deixava o Fla na primeira posição do grupo, o que não aconteceu. 

O jogo começou com pressão total do time da casa. Logo no primeiro minuto, o River mostrou seu cartão de visitas quando Scocco apareceu em boas possibilidades de gol dentro da área, porém, não conseguiu concretizar a finalização como queria e Diego Alves fez a defesa.

Com o passar do tempo, o Flamengo foi se soltando, conseguiu avançar suas linhas e levou perigo ao gol adversário. Aos sete minutos, a equipe carioca deu a resposta no lance de perigo adversário e quase abriu o placar com Vinicius Jr.. Em saída de bola aparentemente tranquila, Montiel, lateral-direito argentino, escorregou com a bola dentro da área e a bola sobrou limpa para Lucas Paquetá, que chutou forte para boa defesa de Armani. No rebote, a bola sobrou com Éverton Ribeiro, que finalizou mal e Vinicius Jr. interveio no lance, mas não conseguiu acertar como queria e bola foi por cima do gol adversário.

Vinicius Jr. foi o grande nome do Flamengo na primeira etapa. Foto: Staff Images/Flamengo
Vinicius Jr. foi o grande nome do Flamengo na primeira etapa. Foto: Staff Images/Flamengo

A partir daí, o jogo seguiu disputado, com as duas equipes levando perigo. Com o Fla mais recuado e investindo nas saídas rápidas, principalmente pelo lado esquerdo, o River permaneceu com maior posse de bola, que chegou a ser de 65% na metade da etapa inicial, mas sem conseguir furar a linha defensiva dos rubro-negros.

O fim da primeira etapa arrancou suspiros dos flamenguistas. Primeiro, quando Lucas Paquetá, que estava pendurado, levou cartão amarelo em sua quarta falta na partida e virou desfalque para a primeira partida da próxima fase da Libertadores. Depois, aos 42 minutos, Fernandez cruzou na medida para Scocco, que chutou de primeira e a bola passou rente à trave rubro-negra. Por último, no instante final do primeiro tempo, o Fla quase abriu o marcador em boa tabela entre Rodinei e Paquetá. O lateral-direito cruzou para o meio da área, onde Rhodolfo e Vinicius Jr. estavam posicionados, porém, não conseguiram alcançar a pelota.

Precisando da vitória, Mauricio de Souza - auxiliar e treinador na partida, já que Mauricio Barbieri estava suspenso - não fez mudanças na equipe, que continuou com postura defensiva. A etapa final iniciou-se da mesma forma: pressão do time da casa e Scocco levando perigo no primeiro minuto. Desta vez, o atacante preparou de fora da área e chutou colocado, rente ao ângulo esquerdo de Diego Alves, que apenas tirou com os olhos.

Rodinei cruza, mas Rhodolfo não consegue chegar na bola e Fla perde boa chance de gol. Foto: Staff Images/Flamengo
Rodinei cruza, mas Rhodolfo não consegue chegar na bola e Fla perde boa chance de gol. Foto: Staff Images/Flamengo

Sete minutos depois, a primeira polêmica do jogo. Em falta na direita do campo, Éverton Ribeiro cruzou na segunda trave, onde estava o zagueiro Rhodolfo. Quando o camisa três se preparava para ir em encontro à bola, o conhecido argentino Lucas Pratto segurou sua camisa e impediu que o zagueiro seguisse no lance. Os jogadores do Flamengo reclamaram, mas o árbitro nada fez.

O tempo passava e as estratégias das equipes seguiam as mesmas. O Flamengo seguia recuado, enquanto o River Plate seguia com a posse de bola, tentando infiltrar na zaga rubro-negra. Como nas jogadas terrestres estava complicado, os argentinos investiram na bola aérea e quase fizeram o primeiro gol. Após escanteio cobrado, Pratto desviou e Scocco tentou, mas não conseguiu pegar em cheio na bola e Rodinei afastou o perigo. O lance arrancou suspiro dos rubro-negros. A resposta do Flamengo veio com o apagado Henrique Dourado. Em boa chegada, Vinicius tentou jogada e achou o camisa 19, que cortou para a perna esquerda e finalizou com perigo por cima do gol de Armani.

No fim da partida, o River continuou assustando a equipe visitante e novamente chegou perto de sair vencedora. Primeiro, Diego Alves se enrolou com a bola e passou a bola para Borré, que havia entrado recentemente em campo, mas o jogador adversário também não conseguiu obter o domínio da pelota e desperdiçou a oportunidade. Em seguida, Scocco arriscou boa finalização e Diego Alves se redimiu com bela defesa. Depois, aos 44 minutos, os argentinos lançaram bola na área, que sobrou com Mora, livre na pequena área e arriscou uma bicicleta. A bola raspou o travessão e o placar permaneceu zerado até o árbitro Andrés Cunha encerrar o jogo.

Everton Ribeiro vem se destacando entre titulares do Flamengo. Foto:Staff Images/Flamengo
Everton Ribeiro vem se destacando entre titulares do Flamengo. Foto:Staff Images/Flamengo

Com o empate, o Flamengo permaneceu em segundo lugar no Grupo 4, enquanto o River Plate é o primeiro colocado. Agora, as equipes aguardam o sorteio da Conmebol no dia 4 de junho para decidir os confrontos de cada equipe.

No sorteio, as equipes são separadas em potes de acordo com determinada posição dos clubes em cada chave. Os times que ficaram em primeiro lugar, são designados para o Pote 1, enquanto os segundo colocados, no Pote 2. 

No Pote 1, já estão garantidas equipes como: Corinthians, Grêmio, Libertad, Palmeiras, Santos, Cruzeiro e Atlético Nacional, além do River Plate.

Já no Pote 2, estão: Cerro Porteño, Colo Colo, Atlético Tucumán, Racing, Nacional-URU, Independiente e Boca Juniors, além do Flamengo.

VAVEL Logo

    Flamengo Notícias

    há 2 dias
    há 3 dias
    há 3 dias
    há 5 dias
    há 6 dias
    há 8 dias
    há 8 dias
    há 10 dias
    há 10 dias
    há 12 dias
    há 18 dias