Aos 88 anos morre Oly Fachin, ex-presidente do Grêmio

Presidente durante 1972 a 1973, Fachin também foi vice-presidente do conselho deliberativo, na campanha do Bi da Libertadores (1995)

Aos 88 anos morre Oly Fachin, ex-presidente do Grêmio
(Foto:Grêmio FBPA/Divulgação)

Morreu na tarde do último domingo (27)Oly Érico da Costa Fachin, ex-presidente do Grêmio, aos 88 anos. Nascido em São Sepé, no dia 2 de setembro de 1929, Oly estava internado desde a primeira semana de maio no hospital Moinhos de Vento, em Porto Alegre. Segundo a assessoria do local, sofreu uma insuficiência cardíaca.

Formado em direito pela PUC-RS, foi presidente do Guarani Futebol Clube, de Cachoeira do Sul entre os anos 1953 e 1954.

Fachin fora presidente do Grêmio entre os anos de 1972 a 1973. O ex-presidente também teve participação na campanha do bi-campeonato da Libertadores, no ano de 1995, atuando como vice-presidente do conselho deliberativo do clube. Em 1998 foi eleito presidente do conselho, cargo que ocupou até 2004.

Fora do futebol, Oly Fachin, foi secretário de governo da prefeitura de Porto Alegre entre 1975 e 1979. de 1979 a 1982, ocupou a presidência do Instituto de Previdência do Estado, cargo que exerceu até 1982, quando deixou a função para candidatar-se à Câmara dos Deputados nas eleições de novembro do mesmo ano. Eleito, assumiu sua cadeira no Legislativo federal em fevereiro de 1983, tornando-se membro da Comissão de Educação e Cultura e suplente da Comissão do Serviço Público.

Em 2015, Fachin foi outorgado com o título de Cidadão de Porto Alegre.