Criciúma vence primeira, tira invencibilidade do Avaí e deixa lanterna

Tigre conquista primeira vitória em oito jogos e consegue respirar na tabela; Leão não perdia desde a primeira rodada da Série B

Criciúma vence primeira, tira invencibilidade do Avaí e deixa lanterna
Foto: Divulgação/Avaí FC
Avaí
0 1
Criciúma
Avaí: Aranha; Fagner Alemão, Betão e Airton; Guga; Matheus Barbosa, Renato, Pedro Casto e Capa; Rômulo e Rodrigão. Téc. Geninho
Criciúma: Luiz; Sueliton, Nino, Fábio Ferreira e Marlon; Jean, João Paulo, Elvis, Eduardo e Luiz Fernando; Zé Carlos. Téc. Mazola Júnior
Placar: 0-1, min. 74, Zé Carlos
ÁRBITRO: Rafael Traci, auxiliado por Ivan Carlos Bohn e Rafael Trombeta.
INCIDENCIAS: 8ª Rodada da Série B do Campeonato Brasileiro 2018. Estádio da Ressacada, Florianópolis/SC.

Demorou, mas enfim saiu a primeira vitória do Criciúma na Série B! Foram sete partidas de seca, de pressão e crise no Heriberto Hülse, até que enfim o Tigre encontrasse a sua vitória. E não tinha palco melhor para isso acontecer do que no clássico diante do Avaí, no Estádio da Ressacada. Zé Carlos foi o altor do trunfo que da vida para a equipe do interior do estado catarinense, que precisa de uma grande reação para fugir do Z-4.

Com o mesmo objetivo, de vencer a partida, mas com situações bem diferentes na tabela de classificação, Avaí e Criciúma protagonizaram um primeiro tempo bem abaixo das expectativas. Apesar do esforço das duas equipes, ficou nítido a falta de inspiração nos primeiros 45 minutos, onde o lance mais perigoso da partida saiu aos 43 minutos, quando Alemão quase fez gol contra, assustando a torcida do Leão.

A torcida do Tigre também pediu pênalti em um lance que também envolveu o zagueiro Alemão do Avaí, após lançamento na área, os jogadores do Criciúma pediram um toque de mão do zagueiro do Leão, porém o árbitro da partida mandou o lance seguir.

Se a primeira etapa de partida foi bem sonolento, o segundo tempo de partida foi emocionante, digno de clássico; chances de gols, confusão e é claro, gol. Capa foi o jogador do Avaí mais perigoso na partida, o lateral esquerdo teve duas chances de abrir o placar, mas não converteu.

Necessitando da vitória, o Criciúma também se jogava ao ataque e foi premiado aos 29 minutos, quando Zé Carlos abriu o placar de pênalti. Quatro minutos mais tarde, Fábio Ferreira acabou perdendo uma chance incrível de liquidar a partida, mas dentro da pequena área o zagueiro acabou finalizando pra fora.

Aos 37, André Moritz e Vitor Feijão, que entraram durante a segunda etapa, começaram um principio de confusão, foram punidos pelo árbitro Rafael Traci com cartão vermelho, deixando as duas equipes com 10 jogadores. 

O Avaí chegou a ensaiar uma pressão final, mas sem resultado, o Tigre acabou vencendo o clássico e quebrando o jejum de sete partidas sem vitórias.

Com a vitória, o Tigre chega aos quatro pontos na tabela de classificação, permanecendo na zona de rebaixamento, porém agora, ocupando a 18ª colocação. O Avaí que vinha de três vitórias consecutivas, e está na quarta colocação, com 14 pontos. O Leão só perde a vaga no G-4 se o Atlético-GO aplicar uma goleada histórica contra o Goiás neste sábado (2).

Os dois times voltam a campo na terça-feira (5). O Avaí joga em São Luís contra o Sampaio Corrêa, às 20h30, enquanto o Criciúma recebe o Paysandu, às 19h15.