Barbieri explica substituições após empate do Flamengo: “Tínhamos que nos precaver”
(Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)

Pela 21ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Flamengo enfrentou o America-MG e conquistou o empate por 2 a 2 depois de tomar um gol no fim. Além disso, Cuellar foi expulso e acabou dificultando para o rubro-negro sair com a vitória. Maurício Barbieri concedeu coletiva após o jogo. 

O técnico inicialmente fez uma análise de como foi o a partida, olhando para o lado do América-MG, comentando sobre as chances que ambas as equipes teve. 

“Eles tiveram alguns espaços, principalmente no primeiro gol, mas no jogo como um todo não tiveram muitas chances. É um time que vem em uma crescente com a chegada do Adilson. Dificilmente vamos passar um um jogo todo sem errar. E cometemos alguns erros”.

A marcação recuada também foi explicada. Barbieri explicou que era natural acontecer por conta das poucas saídas de bola: “No primeiro tempo, quando não conseguimos sair tanto, era natural se resguardar um pouco mais. Não queríamos marcar tão atrás, mas, além do primeiro gol, eles não criaram tanto”.

Criticado pela torcida por conta das substituições que fez, o técnico rubro-negro explicou que o fator expulsão dificultou muito na hora das escolhas: “Estamos com um homens menos na casa do adversário. Tínhamos que nos precaver um pouco. Contra o Vitória, no primeiro jogo, já tínhamos tentando essa estratégia. E tivemos chances em contra-ataque. O Rhodolfo foi para segurar a bola alta”. 

Na próxima partida do Flamengo ele enfrenta o Cruzeiro pelo jogo de volta da Libertadores, e foi questionado se o resultado dessa partida iria influenciar: “Pouca. É outra competição, outro adversário, outro momento. Não existe isso de não poder sofrer gols, aí teremos que fazer três e quem passa somos nós. O Cruzeiro tem uma grande equipe, mas vamos tentar buscar”, concluiu. 

VAVEL Logo