Antes de encarar o Flamengo, Maxi Lopez avalia momento do Vasco e afirma: "Gosto da pressão"

Atacante revela ter vivido situações muito mais difíceis na carreira, e que o momento é de manter tranquilidade para sair da parte de baixo da tabela do Campeonato Brasileiro

Antes de encarar o Flamengo, Maxi Lopez avalia momento do Vasco e afirma: "Gosto da pressão"
(Foto: Rafael Ribeiro/Vasco)

Principal contratação do Vasco na temporada, o atacante Maxi López chegou ao Vasco com a missão de se tornar o homem-gol cruz-maltino e dar a tranquilidade esperada pelos torcedores para o restante da temporada.

O argentino terá mais uma oportunidade de mostrar o seu faro de gol e comandar a recuperação da equipe, neste sábado (15), às 19h, no Mané Garrincha, no clássico contra o Flamengo, em partida válida pelo Campeonato Brasileiro.

Ainda nesta semana, o elenco foi alvo de dois protestos, no Aeroporto Internacional do Galeão e no CT do Almirante. No entanto, o atacante de 34 anos não se assusta e crê em dias melhores. Maxi comentou que as cobranças são naturais e também afirmou gostar de atuar com pressão.

Não vencemos os últimos jogos, e sabemos como funciona aqui no Brasil e na Argentina, mas continuo levando a minha vida normal com minha família. A pressão... Eu gosto da pressão. Nos momentos ruins que vemos quem são os caras, quem são os guerreiros”, disse o centroavante.

+ Confira ofertas de nosso parceiro FutFanatics

Após a sequência de resultados negativos, o Vasco tem na partida deste sábado a oportunidade de respirar na tabela e travar o objetivo do seu maior rival, que se encontra em busca do título do Brasileirão.

Vivendo a expectativa do primeiro clássico com a camisa cruz-maltina, Maxi López admite que, diante da rivalidade e da situação no Campeonato Brasileiro, o jogo ganha importância ainda maior, principalmente para o Vasco.

“Temos que melhorar. Estamos treinando muito, mas os resultados não estão acontecendo. Mas uma vitória pode mudar tudo. Esse vai ser o jogo mais importante do ano (contra o Flamengo)”, afirmou o atacante.

Maxi aproveitou para pedir tranquilidade à equipe vascaína para que os resultados positivos voltem a acontecer. Inclusive, o experiente jogador disse ter vivido situações muito mais delicadas e aconselha a equipe a pensar um jogo por vez, por conta do número de partidas restantes na competição.

“Estou sempre tranquilo. Já passei por momentos muito piores do que esse. Acho que ficar tranquilo faz a diferença. Ainda faltam 15 jogos, e vamos pensar um a um, começando por esse de sábado”, finalizou Maxi.