Experientes em baixa e jovens em alta: Cruzeiro e Atlético-MG fazem clássico das coincidências
Como mandante, a Raposa tem o quarto pior desempenho, com cinco vitórias em quinze jogos (Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro )

Último clássico da temporada com ares de decisão! Distante do que o torcedor mineiro esperava que os clubes estariam brigando à esta altura do campeonato. O Cruzeiro recebe o Atlético-MG no Estádio Governador Magalhães Pinto, às 16h.  na 32ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro. 

O Galo é 11° colocado, com 39 pontos e tenta se distanciar ainda mais do Z4. Em distância de cinco pontos, e cinco posições abaixo, a Raposa aparece na 16ª colocação, com 34 pontos. Mandante, o Cruzeiro possui a segunda maior série invicta, não perde há nove jogos e visa o triunfo para não voltar para a zona da “degola”. 

Equipes entram em campo com fatos coincidentes durante a temporada, como troca de treinadores, times lutando contra o rebaixamento, diretorias pressionadas, salários atrasados, camisas 10 irregulares e redescobertas da categoria de base.

Invicta, Raposa quer manter soberania em clássico

Em crescente no torneio, Cruzeiro de Abel Braga não sabe o que é perder há nove jogos. A equipe celeste vem de empate sem gols diante do Athletico Paranaense na Arena da Baixada. A equipe celeste é a que mais empatou no campeonato, terminando as partidas em igualdade pela 13ª vez no Brasileiro, números não alcançados por nenhum outro time.

Para o clássico, a seu favor para o jogo a Raposa tem o histórico! Dos últimos dez jogos no Mineirão, venceu cinco jogos e busca manter a soberania jogando em casa. No último confronto no Gigante da Pampulha venceu  por 3 a 0, pela Copa do Brasil.

Com mistério total, o técnico Abel Braga encerrou a preparação da equipe celeste. A dúvida maior fica por parte do sistema defensivo: a dupla de zaga. Fabrício Bruno e Léo, Cacá e Léo ou Fabrício Bruno e Cacá? A última opção tem agradado. Léo estaria cem por cento recuperado para voltar em um clássico? Jogar em alta intensidade? Tihao Neves, camisa dez da Raposa deve volta ao time. O provável é que Marquinhos Gabriel siga atuando pela direita e David na esquerda. Com Sassá suspenso, Fred joga centralizado.

Provável time do Cruzeiro: Fábio, Orejuela (Edilson), Cacá, Fabrício Bruno (Léo) e Dodô; Henrique e Ederson; Marquinhos Gabriel e Thiago Neves e David; Fred. 

Com joias alvinegras, Atlético busca vencer como visitante

Respirando aliviado após a vitória por 2 a 0 diante do Goiás, no Mineirão, o Atlético-MG chega ao clássico mais confiante, por dois motivos: Marquinhos e Bruninho. Pelo menos, essa é a expectativa do torcedor. O Galo não vence longe de seus domínios há dez jogos, desde julho, quando venceu o confronto com a Chapecoense, por 2 a 1, na Arena Condá.

Para o clássico, Vagner Mancini tem problemas de ordem médica. Elias teve lesão muscular na coxa direita; Nathan rompeu o músculo adutor da coxa direita e Jair, em reta final de recuperação de um estiramento muscular na parte posterior da coxa direita, é dúvida. Marquinhos, o camisa 50 do Alvinegro também é dúvida, por suspeita de edema na coxa.

Provável time do Atlético-MG: Cleiton; Patric, Réver, Igor Rabello e Fábio Santos; Zé Welison, Ramón Martinez (Jair ou Marquinhos); Cazares, Luan, Otero; Di Santo.

Arbitragem:

O dono do apito é Jean Pierre Goncalves Lima, auxiliado por Rafael da Silva Alves e Leirson Peng Martins. Daniel Nobre Bins será o Árbitro de Vídeo. Quarteto do Rio Grande do Sul.

VAVEL Logo