Em jogo polêmico, Corinthians empata com Flamengo e mantém vantagem no topo do Brasileirão

Timão tem gol anulado de forma errada, abre o placar em casa, mas Flamengo empata com belo gol no segundo tempo

Em jogo polêmico, Corinthians empata com Flamengo e mantém vantagem no topo do Brasileirão
(Foto: Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians)
Corinthians
1 1
Flamengo
Corinthians: CÁSSIO; FAGNER, BALBUENA, PEDRO HENRIQUE E GUILHERME ARANA; GABRIEL (CAMACHO 83'), MAYCON, MARQUINHOS GABRIEL (GIOVANNI AUGUSTO 37'), RODRIGUINHO E CLAYSON (PEDRINHO 65'); JÔ. TÉCNICO: FÁBIO CARILLE
Flamengo: DIEGO ALVES; PARÁ, JUAN, RÉVER, TRAUCO (BERRÍO 69'); CUÉLLAR (WILLIAN ARÃO 46'), MÁRCIO ARAÚJO, DIEGO (VINICIUS JUNIOR 85'); ÉVERTON RIBEIRO, EVERTN E GUERRERO. TÉCNICO: ZÉ RICARDO.
Placar: 1-0, MIN 21' JÔ (COR). 1-1 MIN 70' RÉVER (FLA).
ÁRBITRO: RICARDO MARQUES RIBEIRO (FIFA-MG). ASSISTENTES: GUILHERME DIAS CAMILO (FIFA-MG) E PABLO ALMEIDA DA COSTA (MG).
INCIDENCIAS: PARTIDA VÁLIDA PELA 17ª RODADA DO CAMPEONATO BRASILEIRO 2017, REALIZADA NA ARENA CORINTHIANS, EM SÃO PAULO.

Os dois maiores times do Brasil se enfrentaram e opuseram diferentes estilos e elencos neste domingo (30), pela 17ª rodada do Brasileirão. Corinthians e Flamengo empataram por 1 a 1 na Arena Corinthians, com gols de Jô e Réver. O atacante do Timão, agora artilheiro ao lado de Lucca com dez gols, poderia ter aberto o placar alguns minutos antes do gol corinthiano, mas o auxiliar cometeu erro ao anular o gol aos 12' do 1T.

Marquinhos Gabriel, que substitui Jadson, teve que ser substituído ainda na primeira etapa após sentir dores no posterior da coxa esquerda, e foi substituído por Giovanni Augusto. Atuando no lugar de Romero, o atacante Clayson fez boa partida, mas sentiu dores na segunda etapa da partida, dando lugar para o xodó da Fiel, Pedrinho.

O Fla dominava os primeiros minutos, mas viu o alvinegro ajustar a marcação e ser soberano após o gol anulado. O rubro-negro sentiu a pressão, se desorganizou e pouco incomodou. Tanto que o lance do gol foi da forma corinthiana de ser: letal. Balbuena antecipou Guerrero, arrancou em sua intermediária e tocou em profundidade para Jô. O camisa 7 disparou atrás da bola pela meia-esquerda, ganhou de Pará na corrida e na força, entrou em diagonal, bateu firme e venceu o estreante Diego Alves.

Uma das maiores rivalidades interestaduais levou mais de 44 mil torcedores ao estádio, sendo o terceiro maior público da Arena Corinthians. A partida também foi marcada pelo reencontro de Paolo Guerrero e os torcedores do Corinthians, que vaiavam o jogador peruano, que foi campeão mundial com o Timão, a cada toque que o mesmo dava na bola.

Pressão carioca

Recuado, o Corinthians jogava no seu estilo tradicional, mas não tinha saída de jogo. As lesões atrapalharam Fábio Carille e os novos jogadores não mantiveram o desempenho. Além disso, Zé Ricardo colocou Willian Arão, dando mais poder de infiltração pelo meio. A mudança, no entanto, pouco surtiu efeito em lances pelo chão, já que o Fla insistia demais nas bolas cruzadas.

E foi num escanteio que o empate surgiu. Em bola cobrada da direita, Juan desviou no segundo pau para o meio da área, Rever apareceu livre, virou um voleio e venceu Cássio, que ainda tocou na bola, mas não foi o suficiente.

O Corinthians deixou de atacar após o gol de empate, já que não conseguia chegar ao gol de Diego Alves, e via sua defesa ficar perdida a cada ataque do time rubro-negro, como quando o zagueiro Pedro Henrique tentou afastar a bola de Berrío, quase marcando contra, acertando o travessão. O colombiano levava a melhor nas costas de Arana, já cansado.

O jogo ganhou em espaços e velocidade. Em contra-ataque rápido, Diego ficou praticamente debaixo do gol, mas chutou mal e mandou por cima a melhor chance carioca. A resposta foi imediata e Jô finalizou após ótimo lance trabalhado pelo Timão. Diego Alves fez um milagre e salvou o Fla da derrota.

Com o empate, o Timão segue na liderança do Campeonato Brasileiro e aumentando a sequencia de invencibilidade para 32 jogos, igualando o 2º maior período de invencibilidade do time, que pode encerrar a rodada ficando até 9 pontos a frente do vice-líder. O Corinthians enfrentará o Atlético-MG na quarta-feira (2) às 21h no Estádio Independência, em Minas gerais. Já o Flamengo irá jogar contra o Santos na quarta-feira (2) às 21h45 no Pacaembu, em São Paulo.