Náutico bate líder Atlético-GO com dois gols de Rony e volta ao G-4

Timbu derrotou Dragão na Arena Pernambuco em jogo disputado e subiu para a 4ª colocação, com 54 pontos

Náutico bate líder Atlético-GO com dois gols de Rony e volta ao G-4
Resultado garante Timbu no grupo de acesso ao fim da rodada (Foto: Ney Gusmão/VAVEL Brasil)
Náutico
2 1
Atlético-GO
Náutico: Júlio César; Joazi, Rafael Pereira, Igor Rabello e Gáston Filgueira; Rodrigo Souza (Negretti), João Ananias, Vinícius (Renan Oliveira) e Marco Antônio; Rony e Bergson (Tiago Adan). Técnico: Givanildo Oliveira
Atlético-GO: Kléver; Matheus Ribeiro, Marllon, Ricardo Silva e Romário; Michel, Pedro Bambu (Luiz Fernando), Magno Cruz e Jorginho; Gilsinho (Alison) e Júnior Viçosa (Lucas Crispim). Técnico: Marcelo Cabo
Placar: 1-0, min. 46, Rony. 2-0, min. 58, Rony. 2-1, min. 89, Magno Cruz
ÁRBITRO: Célio Amorim (SC) foi o árbitro da partida, auxiliado por Thiago Americano Labes (SC) e Eder Alexandre (SC)
INCIDENCIAS: 33ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B 2016, realizado na Arena Pernambuco, em Recife (PE). A partida teve início ás 21h30

Em um dos jogos mais esperados da rodada, o Náutico mostrou superioridade jogando em casa e venceu o líder Atlético-GO com dois gols do atacante Rony e entrando novamente no G-4 da competição, agora com 54 pontos na 4ª colocação da Série B. O Dragão segue na 1ª colocação com 61 pontos.

Pensando em se consolidar entre os quatro primeiros e continuar brigando pelo acesso à elite do futebol nacional, o Náutico irá enfrentar a equipe do CRB na próxima rodada. A partida será realizada no sábado (5), ás 17h30, no estádio Rei Pelé, em Maceió (AL). A equipe regatiana é outro adversário direto na briga pelo acessso.

Mesmo com a derrota, o Atlético não pode ser ultrapassado pelo Vasco da Gama, vice-líder da competição, que já jogou na rodada e tropeçou diante do Avaí. A próxima partida do Dragão é o clássico contra o Goiás, que será no próximo sábado (5), ás 17h, no Serra Dourada. 

Náutico começa melhor, mas Atlético equilibra o jogo

A equipe da casa tinha que mostrar vontade e um bom desempenho diante do líder da Série B e de sua torcida. Logo nos primeiros minutos, o Náutico partiu para o ataque e quase marcou o primeiro com finalização de Bergson, que carimbou a trave do goleiro Kléver.

A defesa do Atlético não parecia estar nos seus melhores dias. Matheus Ribeiro vacilou e entregou a bola para Rony, que finalizou com perigo à esquerda do gol, mas viu o seu chute sair pra fora. Minutos depois, ele finalizou novamente e Kléver fez a defesa. Só dava Náutico.

Foto: Ney Gusmão/VAVEL Brasil
Foto: Ney Gusmão/VAVEL Brasil

A defesa do Timbu também vacilou e o Atlético teve sua primeira grande oportunidade com Michel, que ficou cara a cara com Júlio César e mandou por cima do gol. O Náutico respondeu com uma cabeçada venenosa de Rafael Pereira, que raspou a trave do Dragão.

Além de disputado e equilibrado, o jogo começou a ficar pegado também, obrigando o árbitro da partida à tomar providências. João Ananias e Rodrigo Souza, do Náutico, e Gilsinho e Pedro Bambu, do Atlético, foram amarelados.

Ainda deu tempo do Atlético tentar duas boas oportunidades para conseguir abrir o placar. A primeira em chute de Pedro Bambu, que chutou de fora da área e assustou o goleiro Júlio César, e na segunda, em voleio de Júnior Viçosa, que balançou as redes, só que pelo lado de fora.

Rony brilha com dois gols e garante a vitória do Timbu

As equipes teriam de voltar mais concentradas em abrir o placar na segunda etapa. A equipe de Givanildo Oliveira cumpriu essa tarefa, quando aos dois minutos, em cobrança de escanteio, Rony estava livre na entrada da área para pegar a sobra e mandar um belo chute para o fundo do gol de Kléver. 1 a 0 para o Náutico.

O Atlético tentava se recuperar do gol e valorizava a posse de bola, enquanto o Náutico fazia sua marcação com máxima tranquilidade possível. Não poderia ter mais vacilos para ambos os lados, mas depois de um lançamento na área, Kléver e Romário se atrapalharam e a bola sobrou para Rony bater cruzado e ampliar. 2 a 0 para o Timbu.

Os cartões continuavam e o jogo ficava cada vez mais pegado. Marllon, do Atlético, e Vinícius, do Náutico, foram os amarelados da vez. Restava fazer as alterações e Marcelo Cabo mexeu em sua equipe para tentar dar mais ofensividade ao Dragão, que passou a tomar um sufoco grande dos pernambucanos.

Foto: Ney Gusmão/VAVEL Brasil
Foto: Ney Gusmão/VAVEL Brasil

Rony voltou à ativa após roubar a bola de Romário e finalizar, Ricardo Silva desviou a bola e quase fez um gol contra. Foi um baita susto no goleiro Kléver, mas que pode se aliviar um pouco quando viu o Atlético fazer o seu gol de honra e incendiar a partida.

Em contra-ataque, Jorginho deu ótimo passe para Magno Cruz, que nas costas da defesa do Náutico, finalizou para diminuir a partida. Os últimos minutos foram de tensão, mas a vitória do Náutico foi confirmada e a festa dos torcedores também.