Peru ganha com gol irregular e elimina o Brasil da Copa América

Brasil pressiona, mas não consegue ser efetivo e acaba sendo eliminado pelo Peru com um gol de mão

Peru ganha com gol irregular e elimina o Brasil da Copa América
Brasileiros reclamando do lance do gol do Peru (Foto: Lucas Figueiredo/MowaPress)
Brasil
0 1
Peru
Brasil: Brasil tem Alisson; Dani Alves, Miranda, Gil, Filipe Luis; Elias, Renato Augusto, Lucas Lima, Willian, Coutinho; Gabriel (26' Hulk). Técnico: Dunga
Peru: Gallese; Corzo, Rodriguez, Ramos, Trauco; Balbin (45' Yotún), Vilchez, Polo; Cueva (45' Tapia), Flores (18' Ruidiaz), Guerrero. Técnico: Gareca
Placar: 0-1, MIN. 30 DO SEGUNDO TEMPO, Ruidíaz
ÁRBITRO: Andrés Cunha (URU). Cartões amarelos: Lucas Lima (MIN 26 do 2º TEMPO), Renato Augusto (MIN 43 do 2º TEMPO)
INCIDENCIAS: Partida válida pela última rodada da fase de grupos da Copa América Centenário a ser realizada no Gillette Stadium, nos Estados Unidos

A Seleção Brasileira foi eliminada da Copa América Centenário após uma polêmica derrota contra o Peru. O jogo no Gillette Stadium, em Foxborough, marcou o gol de mão de Ruidíaz que acabou tirando precocemente os brasileiros da competição. Agora, os peruanos encaram a Colômbia nas quartas.

O Brasil entrou em campo com três novidades. Casemiro, suspenso pelo segundo cartão amarelo, deu lugar a Lucas Lima. O santista disputava vaga com Walace, do Grêmio. Gabriel, também do Santos, pegou o lugar do atacante Jonas. O zagueiro Miranda se recuperou de lesão e colocou Marquinhos no banco.

A Seleção coloca mais um vexame em sua história recente e deixa o técnico Dunga ainda mais pressionado para a continuidade em seu cargo. Além dos dois times, o Grupo B tinha Haiti e Equador.

Brasil pressiona, não deixa Peru jogar, mas fica sem o gol

O primeiro tempo da Seleção foi intenso e um pouco diferente do que foi mostrado nos últimos jogos. Logo aos 4 minutos, Renato Augusto fez linda inversão para Willian, mas o meia não conseguiu completar. O jogador do Chelsea chegou mais uma vez aos 9, após bela jogada coletiva brasileira, mas não teve sucesso na finalização.

Aos 11 minutos, Coutinho recebeu a bola de Filipe Luís, passou pelo marcador e deu grande passe para Gabigol, porém, o jogador não chegou. Logo depois, o lateral do Atlético de Madrid chutou forte de fora da área, mas parou no goleiro. No lance seguinte, após cobrança de escanteio, Renato Augusto quase marcou de voleio. 

O Brasil continuava sendo ofensivo, trocando muitos passes e não deixava o Peru jogar. O grande problema era o último passe na área. Renato Augusto apostava em suas ótimas viradas de bola, mas o Seleção não conseguia aproveitar. 

Aos 25, Elias passou dentro da área, Gabigol girou e chutou, Gallese se esticou todo e mandou para escanteio. Dez minutos depois, Filipe Luís deu ótimo cruzamento para Willian que, caindo, chutou por cima do gol. O jogador do Chelsea ficou pedindo pênalti após a jogada, mas o árbitro Andrés Cunha mandou seguir. 

O Brasil foi muito superior durante os 45 minutos iniciais. A marcação apertada e a pressão nas saídas de bola fizeram com que a vida dos peruanos ficasse ainda mais complicada. As mudanças de Dunga surtiram efeito, Gabigol e Lucas Lima conseguiram incomodar o Peru. 

Peru marca gol irregular e desestabiliza o Brasil

A seleção peruana voltou para o segundo tempo com mais vontade e oferecendo mais perigo ao Brasil. Aos 4, Cueva bateu falta perigosa do lado direito e no alto, mas Alisson conseguiu defender. Dois minutoss depois, Coutinho chutou, mas a bola foi muito para fora.

O Brasil continuava bem, mas o Peru começou a oferecer resistência. Aos 17, Dani Alves cruzou, Renato ajeitou e Coutinho chutou em cima do defensor. Renato Augusto, aos 25, passou para Coutinho, que chutou cruzado. O goleiro Gallese defendeu com tranquilidade.

O final da partida reservou as surpresas da partida. Aos 30 minutos, a grande polêmica do jogo. Em contra ataque do Peru, Polo cruzou e Ruidíaz fez o gol de mão. Os brasileiros saíram reclamando muito e o juiz usou o recurso eletrônico para validar o lance.

O Brasil tentava de tudo para ir para cima e as chances perdidas anteriormente fizeram falta. Aos 35, Dani Alves chutou forte, mas a bola foi por cima do gol. Pressão brasileira até o último minuto para evitar a eliminação precoce na competição.

O juiz deu 6 minutos de acréscimo, mas não foi o suficiente para a Seleção. Aos 47, a bola passou por todo mundo e sobrou alta para Elias, que perdeu a oportunidade na cara do goleiro. O Peru não conseguia vencer o Brasil desde 1985 e eliminou a Canarinho da Copa América Centenário.