Guia VAVEL dos Jogos Pan-Americanos 2015: Nado Sincronizado

Guia VAVEL dos Jogos Pan-Americanos 2015: Nado Sincronizado

Equipe brasileira do esporte aquático participa da competição pela 14ºvez; Brasil já faturou a medalha de bronze cinco vezes

marinamello
Marina Mello

O nado sincronizado, também conhecido como natação sincronizada, é um esporte que mistura elementos de natação, dança e ginástica e envolve o uso de várias habilidades por parte do atleta como força física, arte, precisão, flexibilidade e controle de respiração dentro da água. A modalidade, que se chamava ballet aquático, nasceu alemão e masculino. Porém, o desporto ficou conhecido por meio de apresentações da nadadora australiana Annette Kellerman em 1907, enquanto a modalidade ainda não era considerada um esporte.

Foi apenas em 1920 que o nado sincronizado se popularizou entre as mulheres. E em anos seguintes, a modalidade esportiva passou a ser exclusivamente feminina. No entanto, em novembro de 2014, a Federação Internacional de Natação (FINA), que gere os esportes aquáticos no mundo, aprovou a inclusão dos homens em competições oficiais de nado sincronizado. Isso faz com que os Campeonatos Mundiais passem a ter modalidades masculinas. Porém, em competições que são organizadas por outros comitês, como Pan-Americanos e Olimpíadas, o esporte continua sendo unicamente feminino.

A modalidade aquática pode ser praticada em duplas ou por equipes, que realizam rotinas ao ritmo de uma música. A competição se divide em duas partes, uma técnica e outra livre, e cada uma representa 50 % da nota dada pelos jurados, a somatória das duas gera a pontuação final.  Os juízes levam em consideração a qualidade técnica, graça, delicadeza, sincronia dos movimentos com a música e criação artística. Os nadadores perdem pontos nas seguintes situações: quando tocam o fundo da piscina, descansam na borda e olham sem sorriso ou graça.

História nos Pans

Sua estreia em Pan- Americanos foi em 1955. Desde então, a modalidade ficou fora em apenas dois anos: 1959 e 1967.  A partir de 1992, tanto em disputas Olímpicas quanto em jogos Pan-Americanos, as atletas se apresentam em dueto (duplas) ou equipe (oito integrantes). O Brasil ganhou sua primeira medalha pan-americana em 1963, em São Paulo, onde conquistou o bronze. 

Carolina e Isabela de Moraes (Foto: Getty Image)

Em 1999 e em 2003, as gêmeas Carolina e Isabela de Moraes conquistaram novamente o terceiro lugar, na categoria dueto.  Nos jogos do Rio de Janeiro (2007) e Guadalajara (2011), o Brasil subiu mais uma vez ao pódio nas duas modalidades disputadas. Conquistando medalha de bronze. 

Nado Sincronizado no Pan-Americano 2011

A disputa de nado sincronizado foi realizada entre os dias 18 e 21 de outubro no Centro Aquático Scotiabank, em Guadalajara, México.  O pódio se repetiu nas duas modalidades: dueto e equipe. O Canadá faturou o ouro, os Estados Unidos garantiram a prata e o Brasil conquistou o bronze.  A equipe brasileira, composta por Giovana Stephan, Joseane Costa, Lorena Molinos, Maria Eduarda Pereira, Pamela Nogueira, Jessica Gonçalves, Maria Bruno e o dueto Lara e Nayara foram as últimas a entrar na piscina e o fizeram sob pressão.

As mexicanas tinham se apresentado antes e ameaçaram tomar o terceiro lugar do Brasil ao conseguirem 89.088 pontos. Porém, mesmo tendo ficado em quarto na rotina livre, com 88.088 pontos, a soma com a nota da rotina técnica, 87.625, garantiu o bronze da Seleção brasileira, com 176.425 pontos, contra 175.838 do México. Os Estados Unidos conquistaram 179.588 pontos nas duas etapas da categoria. E o Canadá ganhou com sobras. O país da América do Norte conquistou a melhor nota entre todas que foram concedidas previamente, no dueto e em equipes: 95.513. Somando com os 94.875 pontos da rotina livre, as canadenses terminaram a competição com 190.388 pontos. 

VAVEL Logo

    Mais Esportes Notícias

    há um mês
    há um mês
    há um mês
    há 2 meses
    há 17 dias
    há 2 meses
    há 3 meses
    há 3 meses
    há 3 meses
    há 3 meses
    há 3 meses