Osaka vence Azarenka de virada em grande final e é campeã do US Open pela segunda vez
Foto: Divulgação/WTA

A #9 Naomi Osaka é campeã pela segunda vez do US Open. A japonesa garantiu o título após vencer a #27 Victoria Azarenka de virada em um grande jogo pela final do torneio. O placar foi de 2 sets a 1, com parciais de 1/6, 6/3 e 6/3, após 1h54, neste sábado (12).

O triunfo da japonesa foi gigante justamente pelo início de jogo que a oponente teve. Azarenka passou por cima dela no primeiro set, com solidez no fundo da quadra e grande variação de golpes, com bolas altas, slices e jogadas profundas na paralela.

A bielorussa fechou o primeiro set em menos de meia hora, com apenas um game perdido. Ela parecia se encaminhar para uma vitória tranquila sobre Osaka quando também saiu na frente na segunda etapa, com quebra logo no início e saque em 2/0.

O primeiro saque de Azarenka foi fundamental na etapa inicial, com o qual ela jogou em 94% dos pontos. Porém, a partir daquele terceiro game no segundo set, essa porcentagem caiu e ficou em 78% naquela parcial, um aproveitamento ainda bom, mas que não impediu a recuperação da japonesa.

A campeã do US Open passou a entender melhor os golpes profundos da adversária e entrou no jogo. Ela se movimentou melhor e se colocou em posição para bater firme na bola. Isso fez com que a quebra atrás na segunda parcial fosse devolvida e outra confirmada também. Assim, a japonesa fechou em 6/3 e empatou o placar geral.

O cenário na etapa final foi bastante caótico. Azarenka saiu atrás novamente e viu a oponente abrir 3/1. Ela teve 40/0 no game seguinte, mas ainda assim viu Osaka confirmar o serviço. Na outra chance de saque da japonesa, a bielorussa conseguiu devolver a quebra e teve a oportunidade de igualar tudo, mas também foi quebrada.

Por fim, após essa 'montanha russa', a número nove do mundo garantiu o seu serviço e replicou o 6/3, garantindo a vitória de virada e o título do US Open. Ela é a primeira tenista a virar uma final do grand slam norte-americano desde Arantxa Sanchez-Vicario em 1994.

O troféu do Major se junta a outros dois na coleção da japonesa, conquistados também em Nova York em 2018 e no Australian Open em 2019. A japonesa ainda não perdeu uma decisão de Grand Slam em sua carreira.

Com o triunfo, Osaka sobe para a posição número três no ranking da WTA; Azarenka vai para 14°.

VAVEL Logo