Dona da casa, Osorio Serrano se classifica à final inédita em Bogotá; Zidansek supera Tomova
Foto: Divulgação/Copa Colsanitas

As semifinais do WTA 250 de Bogotá envolviam quatro tenistas que buscavam o primeiro título neste nível. Dona da casa, a #180 Maria Camila Osorio Serrano aproveitou a chance que teve e se garantiu à decisão inédita na curta carreira, e isso sem perder nenhum set durante a campanha.

A jovem de 19 anos, que havia caído nas quartas de final na última edição do torneio em 2019, bateu a #190 Harmony Tan nas semifinais e vai jogar a decisão na Colômbia. Osorio Serrano anotou 6/1 e 6/2 neste sábado (10), em apenas 1h25.

A jovem será a terceira colombiana a jogar a decisão em Bogotá, a primeira desde 2010, e a quarta do país a decidir torneios WTA na história. Osorio Serrano é também a primeira sul-americana a jogar uma final em simples desde a brasileira Beatriz Haddad Maia em Seul 2017.

Tanto Osorio Serrano, quanto Tan, vão subir para seus melhores rankings na carreira na próxima. A francesa de 23 anos vai estrear no top 160, enquanto a colombiana fica ao menos na 151ª colocação, mas pode subir até pro 135º posto caso vença o troféu.

Zidansek alcança segunda final da carreira

O desafio de Osorio Serrano na final da Copa Colsanitas será a eslovena #93 Tamara Zidansek, 23 anos.

A cabeça de chave 3 também chega à decisão sem perder sets e derrubou nas semifinais a búlgara #146 Viktoriya Tomova, que nunca sequer havia passado das oitavas de final em um torneio WTA antes de Bogotá.

Zidansek avançou com vitória por 6/3 e 7/5, em 1h29. A eslovena vai jogar sua segunda final da carreira em simples, e busca o primeiro título - ela perdeu a decisão em Nuremberg 2019, também no saibro, para Yulia Putintseva.

VAVEL Logo