Jabeur faz história, bate Pegula e é campeã do WTA 1000 de Madrid
Foto: Divulgação / WTA

Neste sábado (7), definitivamente, uma linda história foi coroada no tênis feminino. Na final do WTA 1000 de Madrid, a #10 Ons Jabeur venceu a #14 Jessica Pegula, por dois sets a um, e conquistou o primeiro título de uma africana em um torneio da categoria WTA 1000 desde 1998 - o primeiro para uma islâmica.

No primeiro período, 7/5 para a tunisiana. Na sequência, um impressionante 6/o da estadunidense. Na decisão, entretanto, 6/2 a favor de Jabeur, que conquistou o segundo título na carreira, após o troféu em Birmingham, em junho do ano passado.

História sendo escrita

Pegula precisou de 14 pontos, com três break points rejeitados, para vencer o primeiro game da partida; no terceiro, mais dificuldades para ela: oito saques, e um break point refutado. No quarto, entretanto, Jabeur foi rejeitada - devolvendo a recusa no sétimo momento da peleja.

A partir do nono game, muitas emoções: no primeiro da série, oito pontos para a 12ª cabeça de chave confirmar o saque, no décimo, foram doze pontos, com a africana recusando um break (e set) point para vencer; no seguinte, a estadunidense foi refutada; e, por fim, oito pontos para Jabeur aproveitar o segundo set point e cravar 7/5 na parcial.

Um show de Pegula no segundo set. Mesmo precisando de dez pontos, recusando três break points, para vencer o primeiro momento, ela recusou a tunisiana nos segundo, quarto (após oito pontos) e sexto (aproveitando o segundo break [e set] point) para aplicar um 'pneu' na oponente, fechando o período em 6/0.

Mesmo com o segundo 'pneu' sofrido na campanha, Jabeur não se abalou. Nos três primeiros games do terceiro set, três quebras de saque. A despeito das dificuldades no quarto momento, quando precisou de oito pontos para vencer, a tunisiana recusou Pegula no sétimo game, em dez pontos, e caminhou para o histórico título do Mutua Madrid Open.

VAVEL Logo