Sada Cruzeiro bate Maringá e avança para à final da Copa Brasil de Vôlei
Foto:Divulgação/Nilton Wolff/Sada Cruzeiro

Sada Cruzeiro bate Maringá e avança para à final da Copa Brasil de Vôlei

Tento os maiores pontuadores do jogo, a Raposa foi superior e venceu por 3 sets a 1

izabellefranca
Izabelle França

O Sada Cruzeiro garantiu uma vaga para a grande decisão da Copa Brasil masculina de vôlei, no ginásio Jones Minosso, em Lages (SC). A equipe cinco estrelas levou a melhor sobre o Copel Telecom Maringá, no sábado e venceu por 3 sets a 1 (25/21, 23/25, 25/21 e 25/15).

Taylor Sander e Evandro foram os maiores pontuadores em quadra, com 18 pontos para cada. O central Le Roux, foi responsável por 13 marcações, sendo cinco aces.

A disputa pelo título será mineira, e o time celeste encara o  Fiat/Minas, neste domingo (27/), às 19h30 (de Brasília).

Como foi?

O Maringá saiu na frente no erro de saque do adversário. No entanto, o Sada Cruzeiro respondeu e abriu dois pontos em 5/3.  Com ace de Le Roux, a equipe mineira chegou a 14/7.  Vinícius explorou o bloqueio adversário e time paranaense diminuiu a diferença para 20/16. A reta final ficou mais equilibrada, mas mineiros fecharam em 25/21.

Na bola de segunda de Fernando Cachopa, o Sada fez 2/1 no início do segundo set. Os  maringaense buscaram e deixaram tudo igual (6/6). O marcador seguiu igual em 9/9. Mantendo a vantagem no placar, o Maringá abriu três pontos: 15/12. No bloqueio simples de Evandro, a Raposa reduziu a diferença (16/18). Aproveitando os erros do adversário, a equipe de Paraná  fez 21/18. O Sada reagiu e empatou em 23/23. No final, o Maringá subiu de produção e venceu por 25/23.

Com uma boa recepção, os paranaenses seguiram bem a terceira parcial e largaram na frente (8/6). Porém, em boa passagem de Le Roux pelo saque, o Cruzeiro assumiu o comando do marcador e fez 10/9. Depois de um longo rally, com muitas defesas e contra-ataques, Evandro bloqueou e o time estrelado marcou 15/12. Em um bloqueio simples de Rodriguinho em Lucas Borges, o Sada Cruzeiro encerrou o set: 25/21.

Após uma boa recuperação de Cachopa, Sander soltou o braço e deixou os cruzeirenses com vantagem de 5/2. No ponto de saque de Rodriguinho, a equipe mineira fez 10/5. Dominando toda a parcial, Evandro aumentou a diferença para oito pontos (20/12). Mantendo o mesmo ritmo,o Sada Cruzeiro foi melhor até o final e venceu o quarto set por 25/15.

VAVEL Logo