Sada Cruzeiro vence Obras de virada e segue em busca do hexa Sul-americano
Foto: Reprodução/ Twitter Sada Cruzeiro

O multicampeão Sada Cruzeiro está em mais uma final. Após um jogo duro contra o Obras de San Juan, que durou 2h40, a equipe celeste saiu com a vitória por 3 sets a 2 (24/26, 22/25, 27/25, 25/23 e 15/13), na noite desta sexta-feira (01), e garantiu a vaga para a decisão do Sul-americano Masculino de Vôlei

A Raposa viveu momentos de drama dentro da partida. Com 2 sets a 0 para os argentinos, o time estrelado buscou a reação no final da terceira etapa e partiu para uma virada épica. 

Os mineiros terão pouco tempo de descanso até a decisão. A equipe volta a quadra neste sábado (02), às 20h30, para buscar seu sexto título continental, contra os argentinos do UPCN

Como foi o jogo

A semifinal começou equilibrada e o empate prevalecia: 7 a 7. Os argentinos chegaram na metade do set com uma pequena vantagem: 16 a 14, na pancada de Herrera. O Cruzeiro reagiu e assumiu a liderança no placar com ace de Le Roux: 19 a 18. O Obras correu atrás e virou no ataque de Melgarejo: 25 a 24. E no erro de ataque do francês Le Roux, os visitantes fecharam o set: 26 a 24

A Raposa entrou desconcentrada e os argentinos abriram no erro de ataque de Sander: 6 a 2. No ace de Sanchez, a desvantagem celeste aumentou: 13 a 8. Na bola rápida com o central Aschemacher, o Obras encaminhou a parcial: 23 a 18. Carneiro bloqueou o oposto Evandro e deu números finais: 25 a 22

O terceiro set era tudo ou nada para o time estrelado. E a Raposa foi ponto a ponto de mantendo na luta: 6 a 6. Entretanto, o Obras foi assumindo o comando do placar: 14 a 11, no erro de ataque de Sander. O Cruzeiro melhorou no jogo e virou no bloqueio simples do ponteiro norte-americano: 21 a 20.  Com Rodriguinho desequilibrando, os mineiros fecharam a parcial: 27 a 25

Sem conseguirem uma sequência de pontos, os times permaneceram empatados no começo da quarta etapa: 11 a 11. No bloqueio de Sander pra cima de Quiroga, o Cruzeiro abriu no placar: 19 a 16. Isaac explorou o placar e deixou tudo igual no jogo: 25 a 23

O time celeste começou o tie-break motivado e abriu três pontos de vantagem: 7 a 4, no ataque de Sander.  A Raposa controlou os nervos e fechou o jogo no ataque de Isaac: 15 a 13.

VAVEL Logo