Brasil derrota República Dominicana e carimba passaporte para Olimpíadas de Tóquio
Foto: Reprodução/CBV

Brasil derrota República Dominicana e carimba passaporte para Olimpíadas de Tóquio

Depois de abrir 2 a 0, Brasil sofreu o empate, mas garantiu a vitória no quinto set carimbando sua passagem para os jogos no Japão 

felipesantos
Felipe Santos

Na manhã desse sábado aconteceu a final do Pré-Olímpico de vôlei feminino entre Brasil x República Dominicana, no ginásio Sabiazinho, em Uberlândia. As equipes que venceram as suas duas primeiras partidas, só dependiam de si mesmas para carimbar a passagem para Tóquio, local da próxima olimpíada. O jogo foi acirrado, nervoso, com altos e baixos de ambos times. As comandadas de Zé Roberto Guimarães souberam aproveitar a união do grupo e venceram o jogo por 3 a 2 (25/22, 25/19, 23/25, 18/25 e 15/10).

Como foi

O primeiro set começou bem acirrado com Tandara sendo bem acionada no ataque, 7/7. Com a oposta colocada na ponta, o Brasil abriu 13/9. Lorenne no contra-ataque aumentou a vantagem, 15/9. Bloqueio triplo do time verde e amarelo, 19/12. Aproveitando os erros do adversário, as dominicanas encostaram no placar, 22/20. Com erro de saque da Martinez, a seleção brasileira chegou ao seu match point  e com ataque de Paula Borgo que entrou na inversão, as comandadas do Zé Roberto Guimarães fecharam em 25/22.

A República Dominicana começou o segundo set abrindo 4/1, mas com boa passagem da central Mara no saque, o time brasileiro empatou, 4/4. Com bloqueio simples da Bia, o Brasil abriu dois pontos de vantagem no placar, 8/6. Comandadas pela boa atuação da oposta Lorenne, as donas da casa administram a vantagem e rapidamente fizeram 22/16. Com erro de saque da dominicana De La Cruz, o Brasil fechou o segundo set em 25/19 abrindo 2 sets a 0 no placar.

A terceira parcial começou como todas as outras, acirrada. Mas pela primeira vez na partida, a República Dominicana foi para parada técnica na frente do placar, 7/8. Aproveitando a instabilidade do passe brasileiro, as dominicanas aumentaram a vantagem, 7/12. Zé Roberto fez a inversão, 13/16. O time visitante administrou a vantagem, 15/19. Com bloqueio de Mara e Gabi no contra-ataque, o Brasil encostou no placar e acendeu a torcida, 18/21. A equipe verde e amarela até tentou reagir, mas com ataque de De La Cruz, a República Dominicana fechou o terceiro set em 23/25. 

As dominicanas acordaram pro jogo e começaram o quarto set abrindo uma boa vantagem sobre as brasileiras, 4/7. Com o passe não funcionando, o Zé Roberto tirou Tandara e colocou Natália no jogo, 11/14. A República Dominicana administrou a vantagem, 14/20. Com o Brasil totalmente abalado em quadra, as dominicanas fecharam o quarto set em 18/25 forçando o tie-break. 

Depois de ace da central Mara, o Brasil empatou o jogo 5/5. Aproveitando os erros de recepção das dominicanas, o time verde e amarelo abriu 8/6. Zé Roberto fez a inversão com Tandara entrando de oposta e o time deslanchou, 11/7. Com ponto de Mara no contra-ataque, o Brasil fechou a parcial em 15/10 vencendo o jogo por 3/2.

Despedida 

O Brasil levou o primeiro ouro olímpico em Pequim (2008) e o bicampeonato veio em Londres (2012). O time comandado pelo técnico Zé Roberto Guimarães que inclusive já anunciou aposentadoria depois dos jogos, irá em busca na sua terceira medalha dourada.

VAVEL Logo