Superliga 2016/17 na VAVEL: Vôlei Brasil Kirin

Vice campeã da Superliga 2015/16 e da Copa do Brasil, equipe de Campinas aposta em contratações conhecidas para buscar o título da atual temporada

Superliga 2016/17 na VAVEL: Vôlei Brasil Kirin
Arte VAVEL Brasil

A equipe de Vôlei do Brasil Kirin nasceu em um projeto criado em 2013, através de uma parceria da cidade de Campinas com a empresa do ramo de bebidas. Contando com a ajuda de outros patrocínios ao longo dos anos, o time do interior de São Paulo possui uma grande estrutura - base formadora de atletas por ações sociais junto ao instituto Compartilhar -, e um time de alto rendimento.

Prova do sucesso dessa iniciativa é o desempenho da equipe nos campeonatos em que disputa. Atual Vice-Campeão da Superliga masculina e da Copa do Brasil, o Brasil Kirin promete vir forte para mais uma temporada de competições nacionais. Além das mudanças estruturais e administrativas, dentro de quadra o time também apresenta novidades. A contratação do experiente técnico argentino Horacio Dileo é a principal delas.

Para o elenco, o time campineiro acredita na manutenção da base que foi prata na Superliga do ano anterior, além de alguns reforços pontuais. Nomes como o ponteiro Bruno Temponi e o central Matheus. Nesta temporada, o Brasil também conta com a volta de atletas já conhecidos da torcida. São eles, o levantador Rodriguinho, o oposto Rivaldo e o ponteiro Diogo, os dois últimos jogam juntos há sete anos, assim facilitando o entrosamento com o restante equipe.

"O grupo que está sendo montado é sensacional. Acredito que vai dar muito certo, principalmente, por estar nas mãos de uma comissão técnica vencedora e capaz." Elogiou o oposto Rivaldo.

Os atletas Maurício Souza, Rivaldo e Tiago Brendle junto com o técnico Horácio Dileo. (Foto: Reprodução/Facebook)
Os atletas Maurício Souza, Rivaldo e Tiago Brendle junto com o técnico Horácio Dileo. (Foto: Reprodução/Facebook)

Elenco do Vôlei Brasil Kirin:
- Levantadores: Jotinha e Rodriguinho
- Ponteiros: Diogo, Ygor Ceará e Bruno Temponi
- Opostos: Rivaldo e Gregore Baiano
- Centrais: Matheus e Vini
- Líbero: Tiago Brendle