Superliga 2016/17 na VAVEL: Terracap/Brasília

Em sua quarta participação na Superliga, Brasília quer subir ainda mais um degrau e continuar melhorando suas campanhas; na última edição do torneio, terminou em quinto lugar

Superliga 2016/17 na VAVEL: Terracap/Brasília
Arte VAVEL Brasil

Uma das equipes mais recentes do cenário do vôlei feminino no Brasil, e que já figura entre as doze que vão disputar a Superliga 2016/2017, é o Terracap/BRB/Brasília. As únicas representantes do Distrito Federal estreiam na sexta-feira, 28, diante do Pinheiros, em São Paulo, às 19h30.

A equipe foi criada em 2013 e tem anotado crescentes posições na Superliga desde então. Na sua primeira temporada no torneio nacional, a de 2013/2014, chegou aos playoffs, mas ficou pelo caminho, quando terminou a competição em oitavo lugar e perdeu a série para o Osasco.

Na temporada seguinte, a equipe encerrou a primeira fase da Superliga no sétimo lugar, subindo um degrau em relação à campanha anterior, mas foi derrotada pelo Sesi-SP nos playoffs. A melhor performance das brasilienses, no entanto, veio na última temporada (2015/2016), quando alcançou o quinto lugar do torneio. Mesmo sendo superado pelo Osasco nas quartas de final, o Brasília alcançou o melhor resultado de sua história.

Do último ano para cá, o plantel da equipe foi modificado com chegadas e saídas, mas a base de titulares foi mantida. Dentre as atletas que seguem vestindo a camisa do Brasília para a próxima temporada, destaque para as atletas Paula Pequeno, ponteira bicampeã olímpica, e Macrís, levantadora que recentemente defendeu a seleção brasileira no lugar de Fabíola e eleita a melhor da posição nas últimas três edições da Superliga (duas vezes defendendo o Pinheiros, e uma, o Brasília).

Permaneceram também a ponteira Amanda, oito vezes campeã da Superliga com o Rio de Janeiro, as centrais Vivian e Roberta, e a levantadora Michelle, que já vai para seu terceiro ano no clube. Entre os nomes que deixaram o Brasília, estão as opostas Sara e Barbara, as ponteiras NataliaKasiely e Domingas, a central Natalia Martins, as líberos Sassá e Vitória, além da levantadora Ana Paula.

Além de manter a base e negociar algumas peças do seu plantel, o Brasília também se reforçou com bons nomes. Do Sesi-SP, a equipe trouxe a oposta Andreia Sforzin, a ponteira Sabrina Macion e a levantadora Bia Martins; do Bauru, vieram a central Ana Paula Guth e a ponteira Mari Helen; do São Caetano, foram contratadas a líbero Silvana e a central Larissa; junto ao Cascavel/Unimed, o Brasília trouxe a oposta Leticia, além da líbero Fernanda, que veio do Maranhão Vôlei.

O Brasília também teve uma troca de comando. Sem o contrato renovado, Manu Arnaut deu lugar ao ex-jogador de vôlei e oposto campeão olímpico em Atenas (2004), Anderson Rodrigues. O mineiro conseguiu assumir de fato a equipe somente depois dos Jogos Olímpicos, porque é auxiliar do técnico Bernardinho na Seleção Brasileira, e esteve a cargo da camisa verde e amarela na competição. No âmbito de clubes, Anderson foi auxiliar-técnico de Paulo Coco na Camponesa/Minas, nas duas últimas temporadas.
 

Estreia

A caminhada pela quarta Superliga da história do Brasília vai ser iniciada com um duelo contra o Pinheiros, em São Paulo. A equipe vem de um vice-campeonato paulista, onde perdeu o título para o potente Osasco, mas chegou a vencer o primeiro jogo da decisão. O histórico dos confrontos entre Brasília e Pinheiros apontam uma vantagem das paulistas, que têm quatro vitórias contra duas das brasilienses. O jogo vai marcar o reencontro das atletas Macrís, Andréia, Silvana e Vivian com o ex clube, defendido pelo quarteto na temporada 2012/2013, e na temporada seguinte também, com exceção da líbero Silvana. 


Plantel de jogadoras do Brasília para a Superliga 2016/2017 

Levantadoras: Macris, Michelle e Bia Martins

Opostas: Andréia, Letícia e Sabrina Floriano

Ponteiras: Paula Pequeno, Amanda e Mari Helen

Líberos: Silvana e Fernanda

Centrais: Roberta, Vivian, Larissa e Ana Paula Guth
 

Confira a provável equipe titular que deve ir à quadra pelo Brasília

Time titular do Brasília
Time titular do Brasília