Taça de Portugal: Bas Doost coloca Sporting nos quartos-de-final

O Sporting está nos quartos-de-final da Taça de Portugal, após derrotar o Vitória Setúbal por 0-1. Um golo de Bas Doost na segunda parte, garantiu a qualificação dos leões.

Taça de Portugal: Bas Doost coloca Sporting nos quartos-de-final
Taça de Portugal: Bas Doost coloca Sporting nos quartos-de-final

O Sporting entrou no Bonfim com uma única alteração no onze, que havia jogado no domingo frente ao Benfica. Joel Campbell rendeu Bryan Ruiz, e até Rui Patrício foi titular na baliza em jogos da Taça de Portugal, posto que tinha sido ocupado por Beto nas duas eliminatórias anteriores. Num jogo que começou de forma lenta e com marcações apertadas, foi de um erro inacreditável de Rúben Semedo, que nasceu a primeira ocasião de golo.

O central leonino ao querer atrasar a bola para Rui Patrício, colocou-a nos pés de Edinho, mas o avançado do Vitória Setúbal na cara do guarda-redes permitiu a defesa. Aos vinte minutos o Sporting dispôs de uma grande oportunidade para marcar, quando Vasco Fernandes derrubou na área Bas Doost, com o juiz Nuno Almeida a assinalar o castigo máximo. Só que Adrien Silva não só permitiu a defesa de Pedro Trigueira, como na recarga o guardião voltou a encher a baliza, ao defender a recarga do capitão verde e branco.

Em cima da meia hora foi a vez do Vitória voltar a estar perto do golo, com Ryan Gauld (emprestado pelo Sporting, mas os regulamentos permitem que jogue na Taça de Portugal) a surgir isolado, mas Rui Patrício foi de novo enorme e negou o golo ao jovem escocês. As equipas estavam encaixadas uma na outra e com isso as oportunidades de golo, iam desaparecendo.

No regresso dos balneários a toada do encontro permaneceu idêntica, e o primeiro lance de maior perigo aconteceu já dentro da última meia hora numa cabeçada de Coates, para as mãos de Pedro Trigueira. Na segunda parte o Sporting mesmo sem fazer uma grande exibição acabou por assumir o controlo das operações e o Vitória Setúbal não voltou a dar trabalho a Rui Patrício, que foi praticamente um mero espectador.

O golo que decidiu a eliminatória surgiu à entrada do quarto de hora final, numa arrancada de Zeegelaar pelo lado esquerdo com o holandês a cruzar para o seu compatriota Bas Doost, que «voou» de cabeça e atirou para o fundo da baliza. Pouco depois foi o próprio lateral dos leões a romper para dentro da área e a rematar ás malhas laterais. O primeiro e único remate de maior relevo do Vitória pertenceu a Nené Bonilla, por cima da baliza.

Até final nada mais houve a registar, com o Sporting a garantir assim presença nos quartos-de-final da Taça de Portugal, juntando-se a Leixões, Desportivo Chaves, Estoril, Benfica, Sporting Covilhã e Académica. O último apurado irá sair do encontro desta quinta-feira, entre o Vitória Guimarães e o Vilafranquense.