CR7 exalta primeiro título com Portugal: "Um dos momentos mais felizes da minha carreira"

Mesmo saindo contundido ainda no primeiro tempo, Ronaldo se mostra bastante feliz após conquistar primeiro título com seleção lusitana

CR7 exalta primeiro título com Portugal: "Um dos momentos mais felizes da minha carreira"
Foto: Matthias Hangst/Getty Images

Foram apenas 23 minutos em campo, mas que nem ele mais liga. Cristiano Ronaldo ficou extremamente magoado após ser substituído ainda no primeiro tempo do jogo que garantiu o título inédito da Eurocopa para Portugal, mas tudo isso parece ter sido esquecido após o apito final. Em entrevista após o jogo, o capitão português afirmou que este título marcou um dos momentos mais felizes da carreira dele.

"Estou muito feliz. Era algo que já buscava há muito tempo. Desde 2004, pedi sempre a Deus que me desse mais uma oportunidade, porque os portugueses merecem, os nossos jogadores merecem. Hoje, tive a infelicidade de as coisas me correrem mal, porque me lesionei nos primeiros minutos. Mas eu sempre acreditei que esses jogadores têm valor e capacidade, na estratégia do nosso treinador para poder ganhar da França. E conseguimos ganhar. Estou muito feliz. É um dos momentos mais felizes da minha carreira", afirmou um feliz Cristiano.

O camisa 7 finalizou dizendo que esse é um momento único para ele e todos os portugueses: "Sempre disse que precisava ganhar algo por Portugal, para entrar na história. E consegui. Graças a Deus, as coisas correram bem. Quero agradecer aos meus colegas, ao nosso treinador, toda a estrutura que esteve presente no Europeu. todos os portugueses, todos os imigrantes que vieram conosco desde o princípio. É um momento único para mim e para todos os portugueses", disse Cristiano.

Ainda não se sabe a gravidade da lesão do português. Afirma-se que ele sofreu uma lesão no ligamento lateral interno no joelho esquerdo, que deve fazer ele perder o duelo contra o Sevilla pela Supercopa da Europa no próximo dia 9 de agosto, já que é uma contusão, relativamente, séria e que deve deixar ele fora dos gramados por, no mínimo, dois meses. Desejamos uma breve e boa recuperação à Cristiano.