Lyon aplica goleada histórica no Monaco e garante vice da Ligue 1

Equipe lionesa vence por placar elástico e fica com a vaga direta para a fase de grupos da Champions League; monegascos terão de ganhar o último jogo para permanecer no terceiro lugar

Lyon aplica goleada histórica no Monaco e garante vice da Ligue 1
Foto: Philipe Desmazes/AFP
Lyon
6 1
AS Monaco
Lyon: Lopes; Jallet (Rafael, min. 64), Yanga-M'Biwa, Umtiti e Morel; Gonalons, Ferri (Clément Grenier, min. 71) e Darder; Ghezzal, Cornet (Nabil Fekir, min. 75), Lacazette. Técnico: Bruno Genesio.
AS Monaco: Subasic; Jemerson, R.Carvalho, Wallace e Raggi; Toulalan e Bakayoko; Dirar (Bahlouli, min. 82), Bernardo Silva (Vagner Love, min. 63), H. Costa (Thomas Lemar, min. 46); L.Traoré. Técnico: Leonardo Jardim.
Placar: 1-0, min. 2, Ghezzal. 2-0, min. 7, Lacazette. 3-0, min. 34, M'Biwa. 4-0, min 36. Lacazette 4-1, min. 42, Ricardo Carvalho. 5-1, min. 59. M'Biwa. 6-1, min. 80, Lacazette.
ÁRBITRO: ÁRBITRO: M. Ruddy Buquet (FRA). CARTÕES AMARELOS: L. TRAORÉ (2X, min. 20, min. 22), GONALOS (min. 63), TOULALAN (min., 65), JEMERSON (min. 70) E RICARDO CARVALHO (min. 75). Cartão vermelho para L. Traoré (2x).
INCIDENCIAS: JOGO VÁLIDO PELA RODADA 37 DA LIGUE 1, A SER REALIZADO NO Estadio DES LUMIERES, LYON. Com recorde de público, 56.696 espectadores presentes.

O Lyon recebeu, neste sábado (7), o Monaco no novo estádio Des Lumieres, partida válida pela 37ª rodada do Campeonato Francês, em disputa direta para o segundo lugar. Os donos da casa trataram de golear o adversário por 6 a 1, e assim conquistaram a vaga direta para disputar a Uefa Champions League

Na nova casa (antigamente era o Gerland, na qual o time se despediu em Janeiro de 2016), o Olympique soma resultados favoráveis: foram oito vitórias, dois empates e nenhuma derrota. E, este último jogo foi para presenciar vários recordes batidos no Parc Olympique Lyonnais: público recorde  acima de 63 mil presentes, e maior vitória diante os monegascos. O maior placar até então era 5 a 1, em 1963.

Com um a mais, Lyon obtém vantagem elástica no primeiro tempo

Jogando em seus domínios e apresentando um futebol vistoso, o Olympique Lyonnais era tido como o favorito da partida. E tratou de confirmar isso esta noite, em menos de dez minutos já havia marcado dois gols em cima de Subasic: primeiro com Ghezzal, em apenas dois minutos de bola rolando. Cinco minutos de depois, Alexander Lacazette (que já havia feito a assistência do primeiro gol), marcou o segundo, após o cruzamento de Darder.

Para piorar a situação dos visitantes, em apenas 20 minutos de partida, o desajeitado Lacina Traoré, recebeu o cartão amarelo, imprudentemente dois minutos após o lance, comete novamente uma falta, onde o goleiro Anthony Lopes e recebe o vermelho.

Com um a menos, os donos da casa viram uma zaga que apesar de ser escalada com quatro zagueiros estava toda desajustada, aproveitando a falta de referencia em campo dos visitantes alinhado com seus jogadores talentosos, os gols trataram de aparecer.

O terceiro veio em uma cobrança de escanteio, a bola achou a cabeça de Yanga-M'Biwa (34 min), que sem nenhum esforço estufou a rede. E dois minutos depois, um golaço com participação de três jogadores: Ferri carrega, Lacazette domina, tabela com Jallet e faz de cavadinha. Os monegascos ainda diminuíram, aos 42, com Ricardo Carvalho.

Predominância continua e Monaco sofre a pior derrota da história diante dos Lyonnais

Mesmo com alterações (como a entrada da sensação francesa Thomas Lemar), os comandados de Leonardo Jardim continuaram sofrendo com as investidas adversárias. Seria impossível não sofrer uma derrota histórica, e foi o que aconteceu.

O quinto gol do Lyon, saiu novamente pelo zagueiro M'Biwa (59), depois de um bate-rebate na área. E o sexto, pelo artilheiro do time Lacazette (80), que passou Sony Arderson na artilharia do clube em Ligue 1. O Heptacampeão Francês, quase chegou no placar de 7 a 1, mas a inspiração da Alemanha deu errada, devido ao erro de pontaria em algumas ocasiões da partida.

O próximo jogo do Lyon será diante o rebaixado Reims, sábado (17), no Auguste Delaune, às 16h, e mesmo que perca ainda fica com a segunda colocação devido ao saldo de gols. Já o Monaco, tem a obrigação de vencer (visto em conta que o Nice venceu de 2 a 0 o Saint-Étienne) o Montpellier, décimo colocado da tabela, no Louis II, a partida será no mesmo dia e horário que a anterior.