Atlético-GO domina, quebra invencibilidade de nove jogos do Avaí e mantém liderança

Júnior Viçosa, duas vezes, e Luiz Fernando decretam vitória categórica por 3 a 0 do líder diante do melhor time do returno

Atlético-GO domina, quebra invencibilidade de nove jogos do Avaí e mantém liderança
Júnior Viçosa marcou dois e Dragão não vê ninguém a frente na tabela (Foto: Divulgação/Atlético-GO)
Atlético-GO
3 0
Avaí
Atlético-GO: Kléver; Matheus Ribeiro, Ricardo Silva, Marllon, Romário; Pedro Bambu, Michel; Jorginho (Matheus Carvalho, min. 34/2ºt), Luiz Fernando (Caíque, min. 24/2ºt), Gilsinho; Júnior Viçosa (Edson Júnior, min. 41/2ºt). Técnico: Marcelo Cabo
Avaí: Renan; Alemão (Tatá, min. 8/2ºt), Betão, Gabriel, Capa; Luan, Caio César, Renato, Diego Jardel (Jajá, min. 18/2ºt); Rômulo, Vitor (Romarinho, intervalo). Técnico: Claudinei Oliveira
Placar: 1-0, min. 30/1ºt, Júnior Viçosa (pên). 2-0, min. 45/1ºt, Júnior Viçosa. 3-0, min. 21/2ºt, Luiz Fernando
ÁRBITRO: Gilberto Rodrigues Castro Junior, auxiliado por Marlon Rafael Gomes de Oliveira e Ricardo Bezerra Chianca, todos de PE. Amarelos: Luiz Fernando (ATG); Alemão, Betão (AVA)
INCIDENCIAS: 30ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro 2016, no Estádio Olímpico Pedro Ludovico, em Goiânia, GO. Público: 11.260 torcedores

Ignorando a então melhor campanha disparada do returno, o Atlético-GO derrotou o Avaí por 3 a 0 e quebrou a sequência de nove jogos de invencibilidade do rival, que havia vencido os seis jogos anteriores na Série B. Júnior Viçosa, duas vezes, e Luiz Fernando marcaram os gols que levaram o Dragão aos 55 pontos, na liderança do campeonato. O Leão da Ilha cai para 4º, com 48.

Na próxima rodada, o Atlético-GO joga novamente no Olímpico, desta vez diante do Paysandu, na sexta-feira (14), às 20h30. Já o Avaí entra em campo no sábado (15) diante do Tupi, na Ressacada, às 21h.

Atlético domina e sai com boa vantagem

O Atlético foi dono do primeiro tempo no Olímpico. Com 71% de posse de bola, o time da casa sufocou o Avaí no campo de ataque e deu poucas alternativas para o time catarinense sair de sua defesa. Além da vantagem na posse de bola, o Dragão finalizou sete vezes no primeiro tempo, contra apenas um chute do Leão, que não conto com quatro titulares como desfalques, além do técnico Claudinei Oliveira, também suspenso.

Aos 12, aconteceu a única boa chance do Avaí no primeiro tempo. Vitor avançou pela esquerda com espaço e cruzou rasteiro para Renato, que girou batendo de pé esquerdo, mas mandou por cima. Logo na sequência, Romário cruzou da esquerda, Renan cortou e a bola sobrou para Luiz Fernando, que também finalizou mal e perdeu a chance de abrir o placar.

Apesar do domínio claro, o Atlético só conseguiu seu gol em um lance polêmico. Aos 28, após cruzamento da direita de Matheus Ribeiro, Renan cortou, a bola subiu e raspou no braço de Luan na tentativa de domínio. O árbitro interpretou como pênalti que Júnior Viçosa cobrou no canto esquerdo e fez 1 a 0 para o Atlético.

Mesmo após abrir o placar, o Atlético manteve sua postura dominante e o Avaí, com pouca criatividade, foi absolutamente inócuo no ataque durante o primeiro tempo. Para piorar a situação dos catarinenses no jogo, aos 44, Alemão foi desarmado no meio campo, Pedro Bambu avançou pela esquerda e cruzou para Júnior Viçosa finalizar de pé esquerdo na pequena área e fechar o primeiro tempo em 2 a 0.

Avaí assusta pouco e Atlético garante vitória tranquila

O auxiliar Evando, substituindo na beira do gramado o suspenso técnico Claudinei Oliveira, trocou Vitor por Romarinho para o segundo tempo e colocou o atacante Tatá na vaga do lateral Alemão aos 8, mas o Avaí nunca esteve perto de descontar o placar.

Por outro lado, o Atlético continuava assustando. Aos 17, Gilsinho bateu escanteio para a área, Caio César desviou, mas a bola sobrou na segunda trave para Júnior Viçosa, que finalizou de canhota, na rede pelo lado de fora. Quatro minutos depois, Gilsinho recebeu de Matheus Ribeiro pela direita lançamento do meio campo e cruzou na segunda trave para Luiz Fernando aparecer livre e tocar para a rede e fazer 3 a 0.

O Atlético deu uma pequena relaxada após o gol, mas o Avaí manteve-se incapaz de assustar. Com apenas uma finalização certa durante todo o jogo e 40% de posse de bola, o Leão não conseguiu repetir as atuações de sua sequência invicta e deu pouco trabalho.

Com os jogadores que saíram do banco, o Atlético teve perto de transformar a vitória em goleada. Aos 42, após uma longa troca de passes, Matheus Ribeiro cruzou fechado e Edson Júnior apareceu na segunda trave para finalizar de pé esquerdo, por pouca não fazendo o quarto gol. Dois minutos depois, Matheus Carvalho recebeu na entrada da pequena área, passou por Renan, mas perdeu ângulo e finalizou de pé direito na rede pelo lado de fora. Assim, o Dragão festejou a vitória em casa, diante de mais de 11 mil torcedores, garantiu mais uma rodada na liderança e está cada vez mais perto do retorno à Série A.