Alexandre Pato acerta com Villarreal e deixa o Corinthians

Negócio foi sacramentado na manhã desta terça (26); Timão vai receber cerca de R$ 10,8 milhões pelo atleta

Alexandre Pato acerta com Villarreal e deixa o Corinthians
Foto: Daniel Augusto Jr/ Ag. Corinthians

Alexandre Pato está fora do Corinthians. Após reunião no CT durante a tarde desta segunda (25), o clube aceitou a proposta do Villarreal, que ofereceu o montante de 3 milhões de euros, cerca de R$ 10,8 milhões. O clube espanhol vai comprar 60% dos direitos do atacante, enquanto os outros 40% são do próprio jogador. O negócio foi confirmado no começo desta terça (26) e oficilizado pelo clube.

Dentro do clube, apesar do enorme prejuízo financeiro, o clima é de alívio, pois se Pato não fosse vendido agora, sairia de graça no fim da temporada. Além da quantia recebida, o Corinthians vai se livrar de arcar com os salários do jogador até o fim do ano. 

Andrés Sanchez, bastante ativo no comando do clube, entrou em contato com a reportagem e praticamente confirmou o negócio: "Vocês achavam que não venderíamos. Já vendeu. Depois o presidente anunciará", afirmou o ex mandatário.

Quem pode não ter ficado muito satisfeito com essa notícia é o treinador Cristovão Borges, que estava bastante empolgado em poder contar com o futebol do atacante. O Corinthians vem sofrendo bastante ao longo da temporada e procura por um jogador que possa resolver as carências ofensivas, Pato poderia ser essa peça, na visão de Cristovão. O setor já contou com Luciano, Romero, André e Danilo, e nenhum conseguiu agradar a torcida e a comissão técnica.

Um fator que pode ter pesado é que o Villarreal fez uma belíssima campanha na última temporada, e se classificou para os playoffs da Liga dos Campeões, algo que com certeza seduziu o brasileiro. Ele terá a concorrência de Soldado, López e Bakambu no ataque, esse último se destacou bastante no último ano. A tendência é que Alexandre Pato brigue por posição no time Espanhol.

O Corinthians contratou Pato logo após a conquista do Mundial por 15 milhões de euros, cerca de R$ 45 milhões, o jogador entrou em desgraça no clube após desperdiçar um pênalti de forma displicente no jogo contra o Grêmio, na Copa do Brasil do mesmo ano.