Robinho celebra gol em clássico mineiro e classifica duelo contra Botafogo como "traiçoeiro"

Meio-campo minimiza larga vantagem do Cruzeiro diante do Glorioso e quer atenção da equipe celeste para conseguir avançar na Copa do Brasil

Robinho celebra gol em clássico mineiro e classifica duelo contra Botafogo como "traiçoeiro"
Robinho deverá ser titular diante do Botafogo, na quarta-feira (21) (Foto: Juliana Flister/Light Press)

A má fase no Campeonato Brasileiro será substituída pela tranquilidade na Copa do Brasil nesta semana para o Cruzeiro. Agora, o foco é no Botafogo, adversário desta quarta-feira (21), pela partida de volta das oitavas de final da competição nacional.

Mesmo vencendo o primeiro duelo, por 5 a 2, no Rio de Janeiro, a Raposa mantém o alerta ligado contra o Glorioso. Quem garante é o meio-campo Robinho. Para ser eliminado da Copa do Brasil, o Cruzeiro precisa perder, em pleno Mineirão, por três ou mais gols de diferença. Situações estas consideradas "traiçoeiras" para o camisa 19 celeste.

"É um jogo traiçoeiro, a gente não pode achar que está decidido. Você vê que eles vieram aqui e fizeram 2 a 0 na gente. Imagina se fazem o terceiro gol. Espero que não venha com a equipe principal também. O Mano ainda não pensou na nossa equipe, mas deve ser a titular. É um jogo traiçoeiro, e temos que voltar a vencer. Temos que voltar a ter confiança de duas, três rodadas atrás. Esse jogo tem importância muito grande e temos que voltar às vitórias", disse o meia.

Robinho, inclusive, foi autor de um dos gols na partida de ida. O meio-campo balançou as redes também no último final semana, contra o Atlético-MG, no empate em 1 a 1. O camisa 19 celebrou o tento em seu primeiro clássico mineiro, mas garantiu que trocaria o gol pela vitória celeste.

“Feliz por ter feito o gol, busquei muito esse gol no clássico. Sei da importância de um clássico para os torcedores. Trocaria esse gol por uma vitória, mas fico feliz por ter empatado com gol meu”, disse o jogador.

O foco é tanto para o duelo desta quarta, que os jogadores do Cruzeiro se reapresentaram em menos de 24 horas após o apito final do clássico mineiro. O técnico Mano Menezes poderá ter de volta o zagueiro Manoel, que cumpriu suspensão no Campeonato Brasileiro após expulsão contra o São Paulo.