Em clássico de muita pressão, Flamengo e Botafogo empatam sem gols no Maracanã

Resultado deixa Rubro-Negro mais distante do título, enquanto o Alvinegro amplia invencibilidade para sete jogos

Em clássico de muita pressão, Flamengo e Botafogo empatam sem gols no Maracanã
Foto: Vitor Silva / SS Press / Botafogo
Flamengo
0 0
Botafogo
Flamengo: Alex Muralha; Pará, Réver, Rafael Vaz e Jorge; Márcio Araújo, Willian Arão (Min. 38, L. Damião, 2ºT) e Diego; Gabriel (Min. 26, M. Cirino, 2ºT), Fernandinho (Min. 30, Emerson Sheik, 2ºT) e Guerrero. Técnico: Zé Ricardo
Botafogo: Sidão; Alemão, Emerson, Carli e Victor Luís (Min. 41, G. Nuñez, 2ºT); Airton (Min. 28, D. Barbosa, 2ºT), Rodrigo Lindoso, Bruno Silva e Camilo; Neilton (Min. 37, Sassá, 2ºT) e Rodrigo Pimpão. Técnico: Jair Ventura
ÁRBITRO: Jean Pierre Lima, auxiliado por Kléber Lúcio Gil e Fabrício Vilarinho. Cartões amarelos: Réver, Rafael Vaz e Emerson Sheik (Flamengo); Victor Luís, Airton e Sassá (Botafogo)
INCIDENCIAS: Partida válida pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro, disputada no Maracanã, no Rio de Janeiro/RJ.

Flamengo e Botafogo realizaram um jogo pegado e bem lá e cá, mas não conseguiram sair do 0 a 0. Na tarde deste domingo (5), o alvinegro conseguiu segurar a pressão Rubro-Negra no Maracanã. 

Com o resultado, o Botafogo alcançou a marca de sete jogos de invencibilidade. Já a situação do Fla complicou ainda mais nessa reta final. O time acabou ainda mais afastado da primeira colocação e somando seu quarto jogo sem vitórias. 

Os clubes se mantiveram na mesma colocação, o time mandante chegou aos 63 pontos e seu rival aos 55. Na próxima rodada, o Flamengo visita o América-MG, na quarta-feira (16), às 21h45, no Estádio Independência. Enquanto isso, o Botafogo recebe a Chapecoense, também na quarta, às 19h30, na Arena.

Rubro-Negro pressiona, mas não consegue encontrar o gol

A primeira etapa foi bastante movimentada, principalmente para a equipe rubro-negro, que levou perigo antes mesmo de completar um minuto de jogo. Gabriel despistou o marcador e acertou no cruzamento para Diego que dominou e tentou a finalização, mas por cima do gol. O Botafogo ainda tentou dar uma resposta com Neilton, que acabou desarmado na lateral.

O alvinegro se fechou tentando superar a ofensividade do Flamengo, Victor Luis e Carli conseguiram efetuar os desarmes em algumas chegadas do ataque. Aos 13 minutos, Airton fez bela jogada, se livrou da marcação de Fernandinho aplicando uma caneta no jogador, mas não conseguiu concluir o lance.

Aos 17 minutos, o time mandante teve mais uma chance de abrir o placar. Guerrero foi derrubado na intermediária, Fernandinho tentou cobrar direto, mas terminou isolando a bola. O primeiro chute perigoso da equipe alvinegro só veio aos 20 minutos, após falha de Gabriel. De longe, Airton dominou no peito e arriscou bem próximo ao gol rubro-negro.

Na metade do primeiro tempo, o Botafogo começou a arriscar mais, principalmente em contra-ataques. Pimpão recebeu o cruzamento e tentou uma bicicleta na área, mas acabou acertando o rosto de Pará. Pouco tempo depois, Neilton foi lançado na área, mas acabou caindo após dividida com Rafael Vaz. Mais uma vez o camisa 7 tentou, recebeu na entrada da área, mas demorou e foi travado por Jorge.

Aos 36 minutos, a defesa alvinegra salvou o clube mais uma vez. Camilo perdeu a bola na defesa e Vaz efetuou o contra-ataque com Diego, que trabalhou com Fernandinho e terminou fazendo um giro e batendo direto para o gol, Sidão se esticou e conseguiu espalmar. Pouco depois, Diego chegou mais uma vez cruzando perigosamente para a área, mas a bola passou por todo mundo e foi para a linha de fundo.

Botafogo cresce no segundo tempo e consegue pressionar o Flamengo

A bola rolou no segundo tempo e o Botafogo já chegou arriscando, da entrada da área Neilton tentou chute e assustou Muralha, que pulou e conseguiu salvar. Aos 5 minutos, o clube de General Severiano chegou perto de fazer o primeiro, Alemão cruzou para Pimpão que aproveitou saída do arqueiro para arriscar de cabeça e a bola saiu rente a trave direita.

O time da casa logo respondeu, Fernandinho foi chegando próximo a área e sofreu falta de Alemão. Na cobrança direta de Diego, teve até torcedor gritando gol, a bola passou perto e até balançou as redes pelo lado de fora. Aos 10 minutos, o Flamengo continuou pressionando. Fernandinho driblou e encontrou Guerrero, que não conseguiu chegar e Diego arrisca de bicicleta para fora.

A torcida botafoguense se animou em um lance aos 19 minutos. Pimpão escorou para Camilo arriscar de fora da área, mas Réver efetuou o desvio para linha de fundo. Aos 26 minutos, Pará deu bom passe para Cirino – que foi muito festejado em sua entrada –  aproveitar a saída de Sidão, mas o jogador finalizou muito mal.

Cerca de cinco minutos depois, Cirino fez bela jogada individual passando por Diogo Barbosa, mas não conseguiu concluir em dividida com Victor Luis. Aos 35 o alvinegro respondeu, Neilton tabelou com Pimpão e conseguiu receber dentro da área, mas tenta chute fraco. Em seguida, Sheik encontra Marcelo Cirino limpo, mas o jogador manda por cima do gol.

Já no fim, Pimpão perde uma das melhores chances na partida, o jogador consegue avançar sozinho, mas em dividida com Muralha o atacante se precipita e finaliza para fora.