Scarpa reclama do árbitro: "Do jeito que foi, podia jogar mais cinco tempos que não ia dar"

Gustavo Scarpa, meia do clube, foi outro a reclamar na saída de campo da postura do árbitro Rodolpho Toski Marques

Scarpa reclama do árbitro: "Do jeito que foi, podia jogar mais cinco tempos que não ia dar"
Scarpa reclama do árbitro: "Do jeito que foi, podia jogar mais cinco tempos que não ia dar"

Nervos a flor da pele na partida de volta da Copa do Brasil. Na noite desta quarta-feira (22), o Corinthians derrotou o Fluminense por 1 a 0 e avançou para a próxima fase da competição. No entanto, a polêmica fica por conta de arbitragem que deixou de marcar dois pênaltis favoráveis aos cariocas, além da expulsão de Marquinho no segundo tempo. Gustavo Scarpa, meia do clube, foi outro a reclamar na saída de campo da postura do árbitro Rodolpho Toski Marques.

"Do jeito que foi hoje a gente jogava mais quatro, cinco tempos que não ia dar certo. Jogamos muito bem e nossa equipe está de parabéns", afirmou na saída de campo

No fim da partida, os jogadores do Fluminense cercaram Rodolpho Marques para críticas. O tempo de acréscimo dado pelo árbitro também foi uma das principais reclamações de Scarpa. "Fui falar sobre o acréscimo. Ele tinha dado três, o cara ficou no chão os três minutos e ele só deu mais dois. Tem coisas que é difícil de aceitar, mas não podemos falar muito se não fica ruim para a gente", comentou.

Na partida de ida, as equipes empataram por 1 a 1. Com a vitória por 1 a 0, gol marcado por Rodriguinho, o Corinthians avançou às quartas de final da Copa do Brasil e agora aguarda o sorteio, que acontece na próxima sexta-feira (24), para conhecer seu adversário. Já o Fluminense volta seu foco para o Campeonato Brasileiro, onde ocupa a sétima colocação.