Lateral-esquerdo Fabrício é apresentado e projeta títulos no Palmeiras

Novo camisa 16 diz que escolheu o Palmeiras por conta da longa conversa com técnico Cuca e prometeu ter cabeça fria

Lateral-esquerdo Fabrício é apresentado e projeta títulos no Palmeiras
Fabrício é o novo camisa 16 do Verdão (Foto: Rafael Costa/VAVEL Brasil)

Na tarde desta segunda-feira (23), na Academia de Futebol, o Palmeiras apresentou oficialmente o lateral-esquerdo Fabrício, o qual estava no Cruzeiro e chegou ao Verdão por meio de uma troca de jogadores. Fabrício passou por 25 dias de treinamento antes de ser apresentado oficialmente.

O jogador aceitou a proposta do Palmeiras após conversa com o técnico Cuca e traçou o objetivo de ser campeão. "Eu aceitei a proposta do Palmeiras quando o professor Cuca me ligou e perguntou se eu tinha o interesse de vir. Poderia ter ficado no Cruzeiro porque eu era o único lateral que tinha, mas eu preferi vir para o Palmeiras. O Cruzeiro é grande, mas o Palmeiras também. Pelo elenco que o Palmeiras tem e pelo objetivo de ser campeão que o Cuca me passou, eu optei em vir para o Palmeiras", contou o novo camisa 16 alviverde.

Fabrício passou por um problema com torcedores do Internacional quando atuava no colorado, mas prometeu não repetir o ato no Verdão. "Aconteceu no Inter o que não podia acontecer, uma coisa de dez segundos. Me exaltei com poucos torcedores, pedi desculpa para quem tinha de pedir, me arrependi na hora, peço desculpa até hoje. Essa é a minha maneira, sei que não agi certo, mas aconteceu. É passado. Estou focado. Que não aconteça nunca mais, nem comigo nem com outro jogador", comentou.

Além do problema com a torcida do Inter, em 2014 Fabrício teve um desentendimento com Bruno César em uma partida contra o Palmeiras. "Isso não é bom para a imagem do jogador. Pedi desculpa, me arrependi. Aconteceu. Tive uma briga com o Bruno César, tinha acabado de fazer o gol, fiz o gol da vitória. Nem fiz nada, só de ter ido para cima fui expulso. Não aceitei da maneira que foi. É futebol, não sou desleal com ninguém. Não dou carrinho para machucar. No momento achei que não era válido. Mas não pode acontecer também. Tem de ter cabeça fria", disse.

Fabrício falou sobre a expectativa de atuar no Verdão. “Quando chega, o cara quer jogar, mas respeitando a decisão do professor e os companheiros. Sei esperar a minha oportunidade. Não me precipitarei, cada um tem de fazer o seu, somos um elenco e todos querem jogar”, o Cuca disse que me usaria de lateral, meia e volante. Eu falei que ajudaria a equipe aonde ele precisasse”, finalizou.

O próximo treino do Palmeiras será terça-feira (24) na Academia de Futebol, no período da tarde. Na próxima quarta (25), o Verdão enfrenta o Fluminense às 21h45 pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro, no Allianz Parque.