Mirando se aproximar da parte de cima da tabela, Paraná recebe vice-líder Atlético-GO

Em 12º lugar, mas a apenas dois pontos do quarto colocado, Tricolor da Vila Capanema quer entrar de vez na briga pelo acesso; Dragão busca manter boa campanha e visa a liderança

Mirando se aproximar da parte de cima da tabela, Paraná recebe vice-líder Atlético-GO
Foto: Divulgação/Paraná Clube
Paraná
Atlético-GO
Paraná: Marcos, Leandro Silva, Pitty, João Paulo, Fernandes; Anderson Uchôa, Lucas Otávio, Válber, Diego Tavares; Marcelinho, Lúcio Flávio. Técnico: Claudinei Oliveira
Atlético-GO: Marcos; Matheus Ribeiro, Marllon, Lino, Romário; Bruno Barra, Pedro Bambu, Magno Cruz, Luiz Fernando, Gilsinho; Júnior Viçosa. Técnico: Marcelo Cabo
ÁRBITRO: Igor Junio Benevenuto (MG). Auxiliares: Celso Luiz da Silva (MG) e Sidmar dos Santos Meurer (MG)
INCIDENCIAS: Partida válida pela sétima rodada da Série B do Campeonato Brasileiro 2016, realizada no estádio Durival de Brito, em Curitiba/PR

Um jogo de dois times que estão sonhando alto. Assim, Paraná e Atlético-GO se enfrentam nesta terça-feira (7), às 19h15, no estádio Durival de Brito, a Vila Capanema, em Curitiba, pela sétima rodada da Série B do Campeonato Brasileiro 2016.

O Paraná Clube vem de invencibilidade de cinco jogos, sendo duas vitórias e três empates. O bom momento colocou o time no bolo da briga pelo G-4, distante apenas dois pontos do quarto colocado, o Brasil de Pelotas.

O Dragão, vice-líder do campeonato com 15 pontos, com uma derrota apenas e cinco vitórias, pode se tornar líder da Série B. Para isso, precisa derrotar o Paraná e contar com um tropeço do Vasco perante o Joinville, em Santa Catarina.

Tricolor da Vila Capanema tem desfalques importantes

Cumprindo suspensão automática devido a expulsão no empate em 0 a 0 contra o Vila NovaRobson não estará em campo pelo Paraná. Os volantes Lucas Otávio e Jean, o goleiro Marcos e o lateral-esquerdo Rafael Carioca dependem de avaliação do departamento médico e encorpam a lista de ausências.

Na última atividade antes da partida, no Ninho da Gralha, o técnico Claudinei Oliveira optou por um treino leve. Com medo de mais ausências, o comandante do Tricolou revelou o por que desta opção. "Temos que agir com muita cautela. Uma lesão, agora, representa ausência em muitos jogos, por conta dessa tabela", declarou.

Sobre o time que vai a campo, Claudinei deixou claro que não escalará a dupla Robert e Lúcio Flávio. É um ou outro. Se justificando sobre a escolha, o treinador alegou que as características de ambos influenciaram em sua decisão. Porém, deixou aberta a possibilidade da dobradinha se formar durante a partida.  "Por característica, não pretendo começar o jogo com os dois. Mas, vamos esperar", ponderou.

Dragão terá apenas uma mudança e mira o topo da tabela

Suspenso pelo terceiro cartão amarelo recebido contra o Bragantino, Michel é o único desfalque com o qual o técnico Marcelo Cabo terá de lidar para montar o time atleticano que vem atuando recentemente. Bruno Barra, estreante do time, é o escolhido para substituir o companheiro. O goleiro Márcio e o lateral-direito Ednei seguem em tratamento no departamento médico.

Um dos destaques do Atlético na Série B, Júnior Viçosa sabe da dificuldade de encarar o Paraná Clube no seu estádio, onde vem de duas vitórias seguidas. Pensando em buscar pontos como visitante, o atacante projeta a pontuação que considera ideal nas três próximas partidas.

 ''A gente sabe que é difícil, mas vamos em busca de pontos. Os jogos são difíceis. Enfrentar o Paraná em Curitiba é complicado. Se conseguirmos fazer cinco dos nove pontos seria muito bom. Temos que pensar uma partida de cada vez'', disse.

Contendo a empolgação surgida devido ao bom início, Júnior Viçosa declarou que não dá para cravar nada relativo ao acesso para a Série A, mas o foco do Dragão é brigar lá em cima até o fim. "Ainda é muito cedo (para falar em acesso). A equipe sempre teve esse pensamento, mesmo antes de começar a competição, nós tínhamos conversado que iríamos brigar para subir’’, afirmou.