Fernando Prass volta a sentir lesão e é cortado da Seleção Olímpica

O goleiro do Palmeiras tem suspeita de fratura no cotovelo e fará mais exames; além de perder os Jogos Olímpicos, sua lesão pode prejudicar o time paulista

Fernando Prass volta a sentir lesão e é cortado da Seleção Olímpica
(Foto: Lucas Figueiredo / MoWA Press)

Poucos dias antes do início dos Jogos Olímpicos Rio 2016, a Seleção Brasileira terá que substituir um dos nomes mais experientes do elenco. O goleiro Fernando Prass, do Palmeiras, voltou a sentir uma lesão no cotovelo e, com suspeita de fratura, está cortado do elenco Olímpico. Sua situação também preocupa o time paulista, que pode perdê-lo por mais tempo caso a suspeita se confirme.

Aos 38 anos, Prass conquistou sua primeira chance na Seleção para disputar a Olimpíada no Rio de Janeiro. Porém, o goleiro se lesionou durante treino ainda na Granja Comary, em Teresópolis-RJ, e já preocupava a comissão técnica antes do amistoso contra o Japão. O problema, entretanto, foi contornado pela CBF, que afirmou que o jogador estava recuperado.

Durante o último treino antes do amistoso, Fernando Prass, apesar de participar da atividade completa, ficou sob olhar atento do preparador de goleiros Rogério Maia e da comissão técnica, além de não participar da parte final do treinamento junto aos jogadores de linha. Rogério Micale já havia afirmado que não escalaria Prass se ele não estivesse 100% e o palmeirense ficaria no banco de reservas.

"Vamos avaliar a situação do Prass. Vai passar por novo exame. Somente depois disso vamos poder dar qualquer tipo de informação. Ele trabalhou normalmente no gol no treino de sexta-feira com bola, caiu, fez tudo. Na verdade, o que vai acontecer é que temos que passar por novo processo de reavaliação médica para saber se vai ser cortado ou não. Não tenho comprovação médica para falar se tem condição. Se vai passar por avaliação, logicamente algo aconteceu", afirmou Micale depois da vitória contra o Japão.

Prass fará um exame de imagem ainda neste sábado e, após a divulgação do resultado, deverá ser cortado oficialmente da Seleção Olímpica pela CBF. A entidade, entretanto, afirmou que, apesar da preocupação com a situação, não tomará decisões por enquanto.

A CBF tem até o dia 3 de agosto para substituir Fernando Prass por outro goleiro listado na pré-convocação. As opções são Jordi, do Vasco, Jean, do Bahia, e Alisson, do Internacional.