Conheça Bia e Branca, as gêmeas do nado sincronizado brasileiro

Vencedoras no cenário nacional e com alguns títulos internacionais, irmãs querem fazer bonito nas Olimpíadas

Conheça Bia e Branca, as gêmeas do nado sincronizado brasileiro
Conheça Bia e Branca, as gêmeas do nado sincronizado brasileiro

Falta pouco para o início do evento multiesportivo mais famoso e cobiçado do planeta. Após receber a Copa do Mundo em 2014, o Brasil, agora, sediará os Jogos Olímpicos de 2016, que irão durar do dia 5 ao dia 21 de agosto. Nessas duas datas ocorrerão as cerimônias de abertura e encerramento, ambas marcadas para acontecerem no Maracanã.

Com o slogan "viva sua paixão", a competição terá um total de 206 países participantes, além de 28 modalidades. O Brasil deverá acolher bem os aproximadamente 12.500 atletas que participarão dos jogos e, grande parte deles, ficará no Parque Olímpico do Rio de Janeiro, na Barra de Tijuca. A construção das instalações teve início em 2012.

O país sede dessa edição tem sempre grandes chances de medalha em alguns esportes como vôlei, judô e ainda na busca do inédito ouro no futebol. Entretanto, deve-se olhar também para outras modalidades não tão famosas, mas que, mesmo assim, há atletas se empenhando ao máximo mesmo sem um grande apoio popular e algumas vezes até mesmo sem patrocinadores.

Um dos esportes que deve chamar a atenção dos brasileiros é o nado sincronizado, que conta com duas candidatas à musas da competição: Bia e Branca. Irmãs gêmeas, as duas garantem não se incomodarem com o fato de serem sempre lembradas por sua beleza. "Já rolou de sermos apontadas como musas várias vezes e nos sentimos lisonjeadas. Afinal, que mulher não gosta de ser elogiada? Achamos que o reconhecimento pela beleza é uma maneira também de chamar a atenção para o nosso esporte, que, até um tempo atrás, muitas pessoas não sabiam nem o que era. Então nos sentimos felizes de poder divulgar e contribuir com o crescimento da modalidade. E também é honra pra gente estar representando a atleta brasileira pelo mundo. Seja nas piscinas ou como musas do esporte".

Deixando a beleza de lado, Bia e Branca costumam se destacar nos torneios que disputam. No nado sincronizado desde os sete anos de idade, as duas aproveitam na piscina a sincronia que têm também fora dos treinamentos, e, dessa maneira, já venceram em 2002 o Campeonato Sul-Americano Juvenil em duplas e equipe. Depois disso, conquistaram ainda muitos títulos, entre eles outros Sul-Americanos e, em 2012, o USA Open.

Essa será a primeira vez que as irmãs participarão das Olimpíadas. Isso porque, além do nado sincronizado, Bia e Branca estão sempre na televisão, apresentando, inclusive, alguns programas. Com isso, elas se afastaram do esporte em 2010 e voltaram apenas em 2014, perdendo, nesse tempo, os Jogos Olímpicos de 2012. Já em 2008, as gêmeas perderam a vaga para a dupla Nayara Figueira e Lara Teixeira,que representaram o Brasil.

Sem a obrigação de vencer, as irmãs esperam contar com o apoio da torcida e, quem sabe, conquistar uma medalha. As gêmeas afirmam: "esses últimos dois anos de preparação voaram. Agora falta muito pouco. Com certeza competir em casa é muito legal, mas aumenta muito a adrenalina e a responsabilidade. Temos que estar muito focadas e sermos frias, pois quando a torcida começa a gritar, o coração vem na boca".