Aos 62 anos, Zé Roberto aceita desafio de treinar Barueri na Taça de Prata

Sem receber salário e sem patrocínio, técnico tenta levar equipe de vôlei à Superliga

Aos 62 anos, Zé Roberto aceita desafio de treinar Barueri na Taça de Prata
Foto: Reprodução/Uol Esportes

Para quem achou que depois da conquista do tri campeonato olímpico em 2012 o técnico José Roberto Guimarães estaria satisfeito, estava enganado. Único treinador brasileiro a conseguir o feito no vôlei, Zé é um dos mais conhecidos e vitoriosos do esporte.

Com 62 anos de idade e 28 de carreira, agora, ele terá mais um grande desafio no esporte. Comandando o vôlei feminino do Barueri, o projeto é levar a equipe da terceira divisão até a Superliga principal. 

Após ter o encerramento das atividades de esportes profissionais decretado por falta de verba no ano de 2015, a Prefeitura de Barueri decidiu neste ano investir em parceiros na iniciativa privada para continuar com os projetos. Deu certo. Agora novamente com um time de vôlei formado e com ginásio para treinar, o Grêmio Recreativo Barueri conta com um nome de peso à frente de sua equipe feminina.

Porém, os problemas não acabam ae. Sem conseguir patrocínio, a equipe só terá o apoio da prefeitura de Barueri. Por isso, Zé Roberto irá trabalhar de graça, e mais, tirar do seu próprio bolso a verba para montar e sustentar seu time. Nada que desanime o treinador. Acostumado com desafios, talvez esse seja o maior da carreira de Zé. Com o sonho de ter sua própria equipe realizado, ele garante que está feliz.

Disputando a Taça de Prata, o objetivo é conquistar a vaga na segunda divisão e no futuro conseguir parceiros que invistam no projeto, para assim levar as meninas até a SuperLiga Feminina de vôlei.

Com liberdade para montar seu próprio time, Zé Roberto juntou experiência com juventude, priorizando o aproveitamento de atletas que estavam sem clube. O treinador contou que chegou a ficar preocupado, pois algumas jogadoras começaram a procurá-lo para também fazer parte da equipe.

"Essa história tem uns 15, 20 anos, que é um sonho. O que a gente procurou fazer nesse começo foi aproveitar a maioria das jogadoras que estava sem clube. Mas nós começamos a ser procurados por mais jogadoras. Porém, para assumir mais responsabilidades, eu comecei a ficar um pouco preocupado. O projeto é muito gostoso. Não tem nada, mas a gente está treinando feliz e elas estão se dedicando" Disse o treinador.

A equipe de vôlei feminina do Grêmio Recreativo Barueri faz sua estreia na Taça de Prata no dia 31 de Outubro. Mesmo com o novo projeto, Zé Roberto confirmou que continuará treinando a Seleção Brasileira Feminina. Após sair sem medalha da Rio 2016, o técnico garante que está preparado para um novo ciclo, visando a olimpíada de Tokyo, em 2020.