North Carolina domina o jogo e garante vaga na grande final
(Foto: USA TODAY Sports)

O time de North Carolina Tar Heels não tomou conhecimento de Syracuse Orange e venceu por 83 a 66, garantindo assim a sua vaga para a decisão do Final Four contra a equipe de Villanova.

Mas o início da partida parecia que não iria ser tão fácil para a equipe de North Carolina, pois Syracuse usou sua marcação em zona, forçando os Tar Heels a arriscar mais os arremessos de três pontos, conseguindo pegar os rebotes. Mas após isso os Tar Heels controlaram a partida mostrando muita tranquilidade e qualidade no seu jogo coletivo, sendo um dos principais motivos de sua recuperação, saindo para o intervalo com 39 a 24 no placar.

Na volta do intervalo, Syracuse até tentou uma reação, porém foi por pouco tempo. Marcus Paige, Brice Johnson e o North Carolina Tar Heels voltaram com toda força, tomando conta de todos rebotes defensivos e induzindo Syracuse ao erro, e com isso ampliaram a vantagem, assegurando sua vaga na grande final.

Os grandes destaques da vitória de North Carolina foram Brice Johnson (16 pontos e nove rebotes), Kennedy Meeks (15 pontos e oito rebotes), Justin Jackson (16 pontos) e Marcus Paige (13 pontos), mostrando que o coletivo de North Carolina é muito forte, e capaz de derrotar todas as equipes.

Veja os melhores momentos de North Carolina x Syracuse:

Mais cedo, Villanova não toma conhecimento de Oklahoma e quebra recorde no Final Four

Pouco tem a se falar sobre Villanova e Oklahoma. Dizer que foi um atropelo passa longe da realidade. Foi mais que isso. A vitória dos Wildcats por 95 a 51 é o triunfo com maior diferença de pontos entre os dois times já registrado na história do Final Four. O torneio começou a ser disputado em 1939.

O destaque do duelo foi Josh Hart com 23 pontos e 8 rebotes. Kris Jenkins anotou 18 e também recuperou 8 bolas. Ryan Arcidiacono marcou 15 vezes. Já Buddy Hield teve uma noite para se esquecer. 9 pontos apenas e 1 de 8 na linha de três pontos.

“Eu me sinto mal por Oklahoma”, disse o técnico de Villanova, Jay Wright.

As coisas funcionaram até meados da metade do primeiro tempo. O confronto era disputado e Oklahoma liderou por diversas vezes. Só que numa bola de três de Mikail Bridges, os Wildcats assumiram a dianteira por 19 a 17 e não perderam mais. No intervalo, a diferença já era de 12 pontos.

Josh Hart fez excepcional partida. Na segunda etapa o atleta destruiu a defesa dos Sooners, principalmente quando a diferença foi mais dilatada. Oklahoma ficou incríveis SEIS minutos sem pontuar, praticamente. Aos 12:56, Ryan Spangler fez uma cesta e o placar mostrava 54-41, Nova. Quando Dinjiyl Walker anotou o 42º ponto dos Sooners, os Wildcats já tinham 79!!!

Agora é o confronto entre forte jogo defensivo de Villanova e o poderoso ataque de North Carolina. Quem leva a melhor? A resposta vem na segunda-feira (04), quando as duas equipes se enfrentam na grande final do Final Four do March Madness.

VAVEL Logo