Confiante, Luiz Suárez diz que nunca temeu ficar de fora da Copa do Mundo

A principal estrela uruguaia, Luis Suárez, abriu o coração em entrevista ao jornal "The Guardian". O jogador admitiu que chorou ao receber a notícia de sua lesão, que não sabe quando voltará a jogar, mas que nunca temeu ficar de fora da Copa do Mundo no Brasil.

"Emocionalmente, eu me sinto bem. Psicologicamente, espetacular. Em nenhum momento estive para baixo ou me senti triste, porque jamais pensei em perder a Copa do Mundo. Esse pensamento nunca passou pela minha cabeça. Posso ter até chorado de dor em razão da lesão, mas sabia que seria capaz de me recuperar. Na primeira vez que o médico falou comigo podem ter caído três lágrimas, mas não mais do que isso. Minha esposa disse: 'Você não imagina o quão forte está sendo e tenho certeza de que terá êxito", disse Suárez.

Sobre o retorno aos gramados, o jogador do Liverpool não tem planos e diz que tudo depende de como seu joelho irá reagir à recuperação.

"Vai depender de como meu joelho vai reagir em campo. Hoje eu fico na dúvida em responder: "Sim, tenho que jogar o primeiro jogo" ou "não, prefiro esperar até o segundo ou terceiro". Apenas meu joelho poderá me dizer com segurança qual será o seu progresso. Pode chegar ao dia 19 e dizer que estou voando ou meu joelho inflamar, e a recuperação ficar mais lenta. Enquanto o joelho resistir, eu não sentir nenhuma dor e conseguir um fortalecimento do quadríceps, vai estar tudo bem", contou.

Luisito também contou ao jornal britânico uma história curiosa. Quando tinha 12 anos e ainda morava no Uruguai, o atacante foi atropelado por um carro e continuou jogando da mesma forma.

"Tinha mais ou menos 12 anos, estava perto do Parque Central e tive o quinto metatarso fraturado, mas não percebi e continuei jogando. Então me colocaram um gesso, mas continuei jogando na escola. Quando me tiraram do jogo, restava pouco do gesso, a tala estava toda desgastada, e o médico furioso. Uma semana depois tiraram o gesso e disputei uma partida", disse Suárez.

Já sobre a recuperação da lesão, Suárez disse que a pior parte é não poder brincar com seus filhos. Mesmo confiante, o jogador passou algum tempo de repouso absoluto e ouviu muitas histórias sobre meniscos.

"Já ouvi muitas histórias sobre meniscos. Muitos jogadores diziam que voltaram em 15 dias, outros em 20, alguns em 25...Mas cada caso é diferente.  Alguns jogadores me disseram que andaram no segundo dia, mas admitiam que depois de 20 dias, o joelho inchou de novo. Parece que todo mundo é médico", brincou.

VAVEL Logo