Costa Rica conta com apoio da torcida para vencer Itália

Maior azarão do Mundial, a Costa Rica não teme ninguém e deixa isso muito claro. A vitória por 3 a 1 contra o Uruguai na estreia motivou ainda mais os costarriquenhos, que já têm planos de derrotar a Itália e avançar no grupo da morte, onde é a atual líder.

"Futebol é a sensação que as partidas são diferentes. Motivação ao máximo. Teremos que mudar, mas veremos entre nós. A Itália é muito forte, temos que analisar como se deve, respeitar a Itália como fizemos com Uruguai", contou Cristian Bolaños em coletiva.

Na segunda rodada, a Costa Rica enfrenta a Itália, que venceu a Inglaterra por 2 a 1 na estreia, na próxima quinta-feira (19). Acostumados com o forte calor em seu país natal, os costarriquenhos planejam usar isso a seu favor para encaminhar a classificação às oitavas de final da Copa do Mundo.

"Se há possibilidades, vamos tomar e tratar de complicar a partida, como fizemos contra o Uruguai. Não seremos loucos, mas vamos aproveitar o clima, que estará quente. Vamos tomar proveito. O clima será pesado para as seleções da Europa, para nós é mais similar, estamos mais acostumados ao sol, clima ‘caliente'. Não é segredo, claro que o calor muda o jogo, é uma tática que temos que aproveitar", disse.

Todavia, o meia-atacante Bolaños está ciente de que só o clima não vai resolver, pois os italianos se mostraram fortes ao vencer a Inglaterra. O atleta da Costa Rica disse que conhece bem a Azzurra e pretende usar isso para se beneficiar. "Cada jogo tem um condimento diferente. O jogo deles passa sempre pelo Pirlo. Tem outros que dão boa saída, como Chiellini. Vamos vendo, analisando, à frente tem Balotelli. Mas é uma partida de futebol", encerrou.

A Costa Rica é a líder do Grupo D, com a mesma pontuação que a Itália, mas vencendo no saldo de gols. Inglaterra e Uruguai, terceiro e quarto colocados respectivamente, ainda não pontuaram.

VAVEL Logo