Simeone minimiza derrota para o Valencia e exalta bom futebol do Atlético de Madrid
Treinador reconhece que sua equipe poderia ter aproveitado melhor a partida

Após a derrota do Atlético Madrid por 3 a 1 para o Valencia, no Mestalla, o comandante Diego Simeone disse ter ficado orgulhoso com o desempenho da sua equipe, apesar do início ruim na partida, o que foi crucial para o revés.

"A partida durou 94 minutos. O Valencia começou muito forte e muito bem. Cometemos erros que não estamos acostumados a cometer e eles aproveitaram, abrindo uma boa vantagem de 3 a 0 no começo. A partir daí, jogamos uma boa partida, o Valencia não teve mais chances de gol, talvez uma no segundo tempo num contra-ataque. Depois dos primeiros dez minutos que sentimos bastante, a equipe fez uma grande partida. Estou orgulhoso de como correram e trabalharam meus jogadores", afirmou Simeone.

O treinador elogiou o futebol apresentado pelos Che, reconhecendo os primeiros dez minutos como espetaculares, mesmo sendo ruim para seus comandados. O técnico ainda lamentou a não marcação de um pênalti a favor do seu time, sem achar erro determinante da arbitragem.

"Sempre gosto de dar méritos à equipe adversária, fizeram um grande trabalho, foram dez minutos espetaculares que foi um terror para nós. Depois fizemos uma grande partida, talvez pudessemos ter mudado a história se a arbitragem assinalasse o pênalti, mas não aconteceu. O árbitro esteve muito bem e nos marcou um pênalti que era difícil de se ver. Não teve nenhum erro determinante, ao menos no meu modo de ver", disse.

Para finalizar, o argentino assegurou que o resultado foi importante para mostrar a força do seu grupo e do adversário. Segundo ele, o Valencia é um dos favoritos pela terceira e quarta vaga da Uefa Champions League da próxima temporada por conta do plantel.

"Essa partida serviu para mostrar que o Atlético é uma grande equipe. Se tiver que perder, que perca com dignidade, trabalhando, jogando e correndo os 90 minutos. Como falei, o Valencia é uma grande equipe, e não tem que jogar Europa League ou Champions, eles tem somente La Liga e a Copa do Rei, com o elenco deles, vão brigar por essa vaga. Eles tem uma grande equipe na minha visão" - completou o treinador

O zagueiro Godín também puxou o discurso do selecionador e deu os méritos aos companheiros pelo jogo que fizeram, mas lembrando que a atuação nos instantes iniciais condicionaram e custaram caro no revés.

"A verdade é que nos custou muito caro o começo da partida sem intensidade, que é o que nos caracteriza. Depois soubemos sair de trás, lutando e sempre avançando. Os 3 a 0 em 15 minutos desanima toda a equipe, tudo o que tinhamos planejado antes da partida. Mas apesar de tudo, a equipe mostrou postura, e logo acordamos na partida. Marcamos um gol e criamos oportunidades, tivemos até um pênalti que se fosse convertido poderia mudar a história do jogo, mas não foi o que aconteceu", garantiu o defensor.

VAVEL Logo