Em boa fase, Torino tenta acabar com hegemonia da Juventus no Derby della Mole

Neste domingo (11), às 12h (de Brasília), Torino e Juventus fazem o agitadíssimo Derby della Mole, válido pela 16ª rodada da Serie A, no Estádio Olímpico, em Turim. Em sétimo lugar, com 25 pontos, o Toro promete fazer jogo duro e frear os bianconeri, que ocupam o primeiro lugar, com 36 pontos.

O derby de Turim é um dos clássicos mais antigos da Itália. O primeiro duelo entre as equipes ocorreu em 13 de janeiro de 1907, em que os granata levaram a melhor, vencendo por 2 a 1. Mas ao longo da história, a Juve passou a ter hegemonia no confronto, com 74 vitórias e 41 derrotas em 158 jogos. Nas últimas 11 partidas, a Velha Senhora venceu dez e perdeu apenas um.

Apesar da derrota para a Sampdoria na última rodada, por 2 a 0, o Toro está bem no campeonato. Liderado pelo artilheiro Andrea Belotti (dez tentos na Serie A), o a equipe granata soma quatro vitórias nos últimos cinco jogos. Apesar do tropeço para o Genoa na 14ª rodada, a Juve se recuperou e venceu a Atalanta por 3 a 1 pelo torneio nacional, e também o Dínamo Zagreb, na última rodada da fase de grupos da Champions League.

Com desfalques na zaga, Allegri deve optar pelo 4-3-3

No lado da Juve, além de toda a rivalidade, o jogo é encarado como uma oportunidade de abrir pontos à frente de Milan e Roma, já que ambos vêm atrás dos bianconeri na classificação, com 32 pontos, e se enfrentam na próxima segunda (11). O lateral esquerdo Alex Sandro destacou a importância da vitória para encerrar 2016 bem.

"Todo mundo no vestiário está ansioso para jogar contra o Torino no clássico, para não mencionar a Roma na semana seguinte e o Milan na final da Supercopa. Nós vamos precisar estar no nosso melhor para obter os resultados que queremos. Não é preciso nos lembrar da importância desta pequena série de jogos, e como sempre, nossa meta não pode ser outra coisa senão três vitórias" disse o brasileiro.

Com as lesões de Bonucci (coxa) e Barzagli (ombro), o técnico Massimiliano Allegri deve optar pela formação 4-3-1-2. Buffon volta ao gol, que foi ocupado por Neto no jogo do meio de semana. Nas laterais, Lichtsteiner e Alex Sandro são os favoritos. Outro que volta à equipe titular após ser poupado é o volante Sami Khedira. Dybala jogou dez minutos contra o Zagreb, mas ainda deve iniciar no banco, principalmente pela boa fase vivida por Mandzukic e Higuaín.

"É provável que vamos jogar com uma defesa formada por uma linha de quatro, porque eles jogam com três atacantes. Eu ainda tenho algumas dúvidas e então vou escolher o time e os jogadores para a partida", avaliou o treinador da Juve.

Torino aposta em seu ataque

A expectativa da torcida do Torino é grande: mais de 26.300 torcedores já compraram entradas para apoiar o Toro no Estádio Olímpico. Essa marca bate o recorde de expectadores do derby de 2015, quando 26 mil pessoas assistiram uma surpreendente vitória da equipe granata por 2 a 1.

O técnico Sinisa Mihalovic tem motivos para acreditar em uma vitória sobre a Juve neste domingo: o Toro possui o terceiro melhor ataque da competição, com 31 gols, apenas um a menos que a Juventus. Além disso, o Torino ainda não perdeu nenhuma partida em seus domínios, com cinco vitórias e dois empates.

"Não há grandes diferenças com a cidade de Manchester na maneira que eles esperam o derby. Apesar de Turim ser uma cidade que respira futebol, apoia as duas equipes com grande paixão. Para algumas pessoas esta semana, o jogo tem sido um dos maiores temas nas rodas de conversa. Só jogar bem não é o suficiente para vencer a Juventus, o Toro deve marcar", disse o goleiro Joe Hart.

Mihalovic conta com seus principais jogadores para o clássico. No ataque, os intocáveis Belotti, Falque, Baselli e Ljajic prometem levar bastante perigo à meta do arqueiro Buffon. Na zaga, o quarteto formado por Zappacosta, Castan, Rossettini e Barreca seguem intactos. As únicas baixas são Bovo (coxa), Obi (coxa) e Molinaro (joelho).

"É o meu primeiro derby como capitão e estou um pouco emocionado. É uma grande responsabilidade, mas estou ansioso para jogar se o treinador me enviar para o campo. É um jogo que eu me importo particularmente", disse o volante Benassi.

VAVEL Logo