Ameaçado e perseguido por cinco anos, atacante Quagliarella relata período conturbado no Napoli

O atacante italiano Fabio Quagliarella revelou, nesse domingo (1º), que ele e sua família viveram os últimos cinco anos sendo ameaçados e perseguidos pelo policial Raffaele Piccolo. O pesadelo começou após o jogador ter trocado o Napoli pela rival Juventus em 2010, desencadeando um período negro na vida do atleta de 34 anos.

A transferência do jogador para a Velha Senhora deixou, à época, os torcedores napolitanos nervosos, e Piccolo começou a amedrontar Quagliarella. O pesadelo terminou em fevereiro deste ano, quando o perseguidor foi preso e condenado a quatro anos e oito meses de reclusão.

Em entrevista ao programa italiano de TV Le Iene, Quagliarella contou, ainda abalado e emocionado, pela primeira vez sobre a dificuldade que passou nos últimos anos. "Eu não poderia dizer nada, pois eu não podia falar. Foi muito difícil", relatou o jogador.

Ainda sobre as ameaças, Quagliarella relatou como teve que passar a viver nesses últimos cinco anos. "Eu fui para o pior momento da situação e, acredite em mim, seja aos olhos de seu próprio povo, dói. Em cada viagem que fiz para voltar a Nápoles tentei me disfarçar com chapéus e óculos por medo de que alguém me diga alguma coisa. Eu tive que me esconder", relembrou.

"Quando os meus amigos me ofereciam para ir em um passeio em algum local, sempre eu tinha que dizer não. É claro que nem todas as pessoas são assim; eu não gostaria de passar uma imagem minha ruim. Na verdade, o napolitano tem um coração muito bom, e eu não poderia ir a qualquer lugar e desfrutar de meu povo", lamentou.

Apesar de os torcedores napolitanos terem ficado bravos com a transferência do atacante para a Juventus, após essa história das ameaças ter tido conhecimento público, imediatamente Quagliarella passou a receber diversas mensagens de apoio dos fãs da ex-equipe, principalmente no Twitter.

Os partenopei pedem inclusive para que ele volte ao Napoli e encerre sua carreira no time napolitano. "Ficarei feliz de verdade se o Napoli me chamar de volta", destacou.

Aos 34 anos, Quagliarella defende atualmente a Sampdoria, onde fez nove gols em 42 partidas. No período em que permaneceu no Napoli, o atacante fez 11 tentos em 34 jogos, sendo destaque dos partenopei. O atleta ainda tem passagens por Torino, Udinese, Juventus, Ascoli, Chieti e Florentia Viola.

VAVEL Logo