Buffon revela ter recebido propostas de Arsenal, Manchester United e City durante sua carreira
Buffon é uma bandeira na Juventus (Foto: Valery Hache/AFP)

Dezesseis anos no mesmo clube. Mais de 600 jogos defendendo a mesma camisa. Um atleta que representa com propriedade o título de "ídolo": Gianluigi Buffon. Seu gigante profissionalismo e respeito ao clube que o contratou no longínquo ano de 2001, transformaram o goleiro italiano em um dos maiores nomes da história da Juventus e também do futebol mundial, no geral.

Mas a trajetória do arqueiro de 39 anos poderia ter sido diferente. Muito diferente. Profissional desde 1995, Buffon confessa ter recebido inúmeras propostas de grandes clubes europeus. O maior assédio veio da Inglaterra, mas é sabido que por muito pouco o italiano não se tornou atleta blaugrana

+ Agente revela que Barcelona esteve próximo de acertar com Buffon

De acordo com 'Gigi', três grandes clubes da Premier League fizeram, em algum momento, propostas pelo seu futebol: Arsenal, Manchester United e Manchester City. Os dois primeiros clubes, entretanto, fizeram contato por Buffon logo em seus primeiros anos de carreira, quando este ainda defendia as cores de seu clube formador, o Parma.

"Pelo que eu sei, foram três ocasiões em que grandes clubes ingleses fizeram contato por mim. Dois deles ainda quando eu era um jovem atleta do Parma, nesta época eu soube que Alex Ferguson e Arsène Wenger perguntaram sobre mim. Depois, quando o Manchester City foi comprado, soube que procuraram a Juventus", contou o atleta.

Sir Alex Ferguson, campeoníssimo pelos Red Devils, via em Buffon o substituto ideal para Peter Schmeichel. Já Arsène Wenger queria o jovem goleiro italiano como futuro sucessor de David Seaman. Entretanto, a história comprova que estas negociações não vingaram.

Apesar de confessar grande admiração pela Premier League e pela Inglaterra, Buffon revela que jamais se arrependeu de ter escolhido a Vecchia Signora.

"Existem várias razões para nenhum destes acordos ter acontecido. Apesar de considerar a Premier League um campeonato especial, eu sempre desejei permanecer leal à Juventus. Sempre fui muito bem sucedido aqui. Não teria feito nada diferente.", finalizou o goleiro.

VAVEL Logo