França recebe Holanda em confronto direto pelo Grupo A das Eliminatórias Europeias
Arte: VAVEL.com

O Grupo A das Eliminatórias Europeias à Copa do Mundo de 2018 reserva mais um grande duelo entre duas das seleções mais tradicionais da Europa. Nesta quinta-feira (31), pela sétima rodada, a França recebe a Holanda, no Stade de France, às 15h45.

Um clima de jogo amistoso não está nos planos. Afinal, a vitória é vital para as pretensões de ambas as equipes. A favorita França está em segundo no grupo, com os mesmos 13 pontos da Suécia, mas atrás no quesito de saldo de gols. A Holanda, por sua vez, está na terceira colocação, com dez, seguida de perto pela Bulgária, com nove.

Vitória significa um pé na Copa para donos da casa

Mesmo após derrota para a Suécia na última rodada, a França possui dois motivos históricos para confiar em um triunfo. Primeiro, o retrospecto da equipe em casa: duas partidas, duas vitórias, contra Bulgária e Suécia. Além disso, vencer a Holanda não é algo novo para os Bleus. Em outubro de 2016, ainda pela quarta rodada do grupo A, Pogba marcou o gol solitário da importante vitória em Amsterdã.

No entanto, a convocação do técnico Didier Deschamps conta com desfalques importantes. As ausências mais notáveis serão as do lateral esquerdo Benjamin Mendy, do Manchester City, que recupera-se de lesão, e a do atacante Ousmane Dembelé, recém-contratado pelo Barcelona, por falta de ritmo de jogo devido à desgastante negociação envolvendo seu antigo clube, o Borussia Dortmund. Kurzawa deve ser a reposição no lado esquerdo, enquanto há incerteza sobre o substituto de Dembelé.

Karim Benzema, estrela do Real Madrid, segue sendo ignorado por Deschamps, que justificou a sua escolha ao dizer que priorizava, acima do indivíduo, o bem estar do grupo. Vale lembrar que, em 2015, o centroavante foi acusado de chantagear o ex-companheiro de seleção Valbuena.

Portanto, a esperança dos franceses recai novamente sob os pés de Antoine Griezmann. O atacante do Atlético de Madrid foi o artilheiro da última Eurocopa, com seis gols, e já marcou duas vezes nas Eliminatórias. Kylian Mbappé, na iminência de se transferir do Monaco para o Paris Saint-German, pode ficar no banco de reservas.

Griezman (direita) e Giroud (esquerda) formarão dupla de ataque (Foto: Getty Images)
Griezman (direita) e Giroud (esquerda) formarão dupla de ataque (Foto: Getty Images)

Em coletiva, Deschamps exaltou o camisa 7: "No fim da temporada passada, ele estava cansado e acabou ficando um pouco menos preciso, mas sei muito bem o que ele é capaz de fazer. Agora, começamos uma nova temporada. Então, não estou preocupado". 

O técnico também revelou a forma como pretende superar os holandeses. "Eles (Holanda) têm problemas quando não ficam com a posse de bola. Teremos que ser eficazes nas duas áreas", declarou, ao mesmo tempo em que mostrou preocupação pelo estado físico dos seus atletas: "Eles estão em forma, mas para um início de temporada. Ninguém pode estar no auge neste momento, mas eu sei que eles vão dar o melhor para conseguir o resultado que esperamos. A partida acontecerá muito cedo. Isto terá impacto amanhã? Espero que não”.

Pressionada, Holanda entra em campo para "tudo ou nada"

A situação holandesa é grave. O risco de ficar fora de uma Copa 16 anos depois é real e pode ser ainda maior caso a Suécia vença a Bulgária, também nesta quinta-feira, abrindo até seis pontos de vantagem em cima da Laranja Mecânica. Por isso, o empate não basta para a equipe de Dick Advocaat.

Para a partida, o treinador não poderá contar com os defensores Virgil Van Dijk, Nathan Ake, Jaanmat e Bruma, o que pode fazer com que a equipe entre com a mesma linha de quatro usada na vitória por 4 a 0 contra Luxemburgo, na última rodada, com Veltman, Hoedt, De Vrij e Blind.

A grande novidade da lista de convocados fica por conta da presença de Robin Van Persie. O experiente atacante de 35 anos ex-Arsenal, Manchester United e hoje no Fenerbahçe, não vestia a camisa da Holanda desde outubro de 2015. 

Dentro de campo, os holofotes também estarão voltados mais uma vez para Arjen Robben. Aos 33 anos, o ponta do Bayern de Munique segue sendo a principal arma de fogo da Holanda e deposita muitas expectativas no torcedor.

Van Persie (direita) presente no treino da Holanda (Foto: Getty Images)
Van Persie (direita) presente no treino da Holanda (Foto: Getty Images)

Perguntado se a vitória dos visitantes seria uma surpresa, Dick Advocaat desconversou e aproveitou para elogiar o elenco francês: "Uma surpresa, não sei. A França é muito forte, poderia escalar três boas equipes, não é nosso caso. Temos que nos organizar, jogar em bloco e tentar dar nosso máximo. Seria uma surpresa se a gente ganhar? Não sei, talvez".

Sobre a titularidade de Van Persie, Advocaat alertou sobre sua condição física. "Ele tem uma pequena lesão no ombro, mas ele pôde treinar na segunda-feira. Ele não tem problema. Se pode treinar, pode jogar. Não vou dizer se ele vai ser titular ou não, nem nosso esquema de jogo", declarou. De qualquer forma, o também centroavante Vincent Janssen, do Tottenham, é cotado para ser o titular, já que detém bom histórico defendendo a cor laranja.

VAVEL Logo