Em texto pessoal, Insigne revela fascinação por Ronaldo e dificuldades por sua altura

Insigne revela que preferia 'Fenômeno' a Diego Maradona, ídolo do Napoli, clube onde o italiano foi revelado e para o qual torce

Em texto pessoal, Insigne revela fascinação por Ronaldo e dificuldades por sua altura
Italiano é um dos destaques da equipe napolitana, combinando velocidade e técnica (Foto: NurPhoto/Getty Images)

Nesta segunda-feira (19), o famoso site biográfico de esportistas do mundo todo, The Players Tribune, publicou os relatos da vida de Lorenzo Insigne, atacante do Napoli, que disputa ponto a ponto a liderança da Serie A com a segunda colocada, a Juventus.

Logo de início, o atleta, que morou em Frattamaggiore, bairro humilde de Nápoles, durante toda a sua infância, pede perdão ao seu pai e também a D1OS, se referindo a Diego Maradona, ídolo dos partenopei

O 'pecado' cometido por Insigne foi preferir na infância Ronaldo à Maradona, inclusive, a biografia conta que Lorenzo ficou no pé de seu pai para comprar as famosas chuteiras que o Fenômeno utilizava na época em que jogava na Internazionale.

"Maradona é como um deus em Nápoles. Meu pai queria me dar um par de chuteiras pretas, iguais as dele, sabe? Mas eu disse, 'Não, você não entende, Ronaldo é o melhor'", revela Insigne no período em que sonhava usar as chuteiras de seu ídolo. Em seguida, ele pede desculpas novamente ao seu pai e à Maradona.

Outra dificuldade relatada por Insigne, foi sempre ser muito pequeno e muitas vezes espernear de chorar para jogar ao lado de seu irmão no time da escola. Mas a altura, era o grande empecilho para que despontasse nas peneiras de Torino, Internazionale e até mesmo o Napoli, mas ouvia sempre a mesma premissa - "Nós gostamos dele, mas ele é muito pequeno"

Aos 15 anos, Insigne revela que quis parar de jogar por conta do tamanho e por diversos 'nãos' escutados durante as peneiras.

"Eu disse para a minha família que eu era um inútil. Eu era muito pequeno. Técnica, força e velocidade - você pode trabalhar e melhorar isso. Mas sua altura? O que você pode fazer? Então, eu acordava pela manhã esperando ter crescido um pouco. Mas nada. Então falei ao meu pai que era impossível, que estava acabado. Então, ele virou pra mim e disse - Ok, então o que você vai fazer se não jogar futebol? Eu pensei e respondi imediatamente - M**, o que eu vou fazer?", relatou.

Depois do episódio o atacante revela que foi escolhido pelo Napoli depois de ter sido aprovado na segunda peneira que passou do clube. Após dois empréstimos, para o Foggia e Pescara, onde se destacou marcando 19 gols em cada temporada que ficou nos clubes do segundo escalão italiano.

Contudo, Insigne não esconde, em toda sua biografia, que sempre sonhou em jogar pelo Napoli, clube para o qual toda a sua família torce até hoje e fala sobre a sua vida no clube até aqui.

(Foto: NurPhoto/Getty Images)
(Foto: NurPhoto/Getty Images)

"São seis anos que visto essa camisa, e ainda sinto a mesma emoção quando marco um gol. Significa muito para mim, porque eu tenho orgulho em marcar pela minha cidade. Sabe, eu escutei algumas pessoas falando mal da equipe, e isso me frustra bastante, porque fica claro que eles não conhecem a cidade. Para mim, é a melhor cidade do mundo. Se não acreditam em mim, olhem só os meus companheiros de equipe. Percebam quantos jogadores preferem ficar aqui ao invés de se transferirem para outros clubes maiores. Alguns jogadores estão aqui há três temporadas e não pensam em sair. Nosso capitão, Marek Hamsik, o cara é eslovaco, e está aqui há 11 anos. Eu pergunto para os meus companheiros por que eles querem ficar, e eles dizem que amam a cidade, amam a vida aqui, amam os torcedores. Então, quando falam mal daqui, as pessoas precisam acordar. Até mesmo Deus ama o Napoli. Quando digo Deus, quero dizer Maradona (risos) " ressaltou.

No final do seu relato, Insigne pede desculpa a Ronaldo 'Fenômeno', que foi seu ídolo da infância, mas o tempo e a cultura da cidade não o deixam negar que Diego Maradona é o verdadeiro 'deus' por lá.

"Agora, com todo respeito a Ronaldo, agora que sou mais velho, conheço a minha história, preciso dizer que mudei a minha opinião e dizer que Maradona foi o maior que já viveu. Senhor Ronaldo, você tinha chuteiras muito boas. Você foi um gênio. Foi a minha inspiração. Mas eu sou napolitano, e eu preciso reconhecer que existiu apenas um rei, e seu nome é Diego", finalizou.