Após classificação, Guardiola fica feliz por gol de Gabriel Jesus: "Importante para sua confiança"
Foto: Tim Goode - PA Images

Apesar da derrota de 2 a 1 para o Basel, Pep Guardiola, treinador do Manchester City, comemorou a passagem para as quartas de final da Uefa Champions League. Em entrevista coletiva após o encontro, o espanhol afirma que essa classificação pode ser importante para o restante da temporada, já que aumenta a moral da equipe, que está muito perto de conquistar o título da Premier League e já venceu a Copa da Liga Inglesa.

“Estamos felizes em estar na fase de quartas de final novamente porque isso nos dá prestígio. Estamos com uma bom desempenho na competição, na fase de grupos, eliminamos o Napoli, uma das melhores equipes do mundo, fizemos uma grande partida no jogo de ida e tivemos um bom desempenho no primeiro tempo hoje. Só não estivemos nessa mesma sintonia na etapa complementar, que não foi boa”, disse.

Mesmo com a classificação, Guardiola viu defeitos na sua equipe – principalmente nos 45 minutos finais – e resolveu reclamar, tocando no ponto da posse da bola e dos passes trocados entre os jogadores. “Esquecemos de atacar, esquecemos de jogar, passamos a bola apenas pela ação de tocar. Passar a bola significa tocar para atrair os oponentes para o campo de ataque, mas passar apenas por passar não significa nada. Esse fator no segundo tempo foi muito, muito ruim”, afirmou.

Perguntado sobre todas as mudanças que fez no onze inicial, Guardiola afirmou que isso é importante para dar ritmo a todos os atletas. “Dá pra achar muitas equipes no mundo que não mudam com seis, sete mudanças. Estamos muito felizes de chegar nas quartas de final na Champions League pela segunda vez na história desse clube. É preciso estar em um nível muito alto para chegar às semifinais, já que a competição exige isso. Vamos tentar alcançar isto e competir de maneira positiva”, bradou.

O jovem Phil Foden, promessa da base do clube, bateu um recorde, já que, ao atuar hoje, se tornou o jogador mais jovem a participar um jogo pós-fase de grupos da Champions League. Guardiola elogiou a atuação do inglês: “Foi uma atuação boa. No segundo tempo, talvez ele e Sané tenham sido os únicos jogadores que foram agressivos e tentaram fazer a bola ir ao ataque. Leroy (Sané) também merece elogios.”

A partida também marcou o primeiro gol de Gabriel Jesus após o retorno de uma lesão. Voltando aos poucos, o brasileiro balançou as redes e garantiu o único tento dos Citizens na partida. “Desde o seu retorno ele esteve em campo em duas ou três oportunidades e por isso é complicado marcar um gol. Foi mais importante ele ter jogado os 90 minutos e achado o seu ritmo. O gol marcado é importante para a sua confiança. Para os jogadores como Yaya Toure, Stones, Danilo e Jesus, é bom que eles joguem os 90 minutos, é bom para manter o ritmo da equipe no futuro”, disse.

E completou, falando sobre a continuidade da sua equipe na competição, que tende a ficar apenas mais complicada. “Quando se está nas quartas de final, a diferença, por exemplo, entre um Tottenham e uma Juventus é bastante similar, logo, por isso, todas as equipes estarão em um nível alto e, qualquer que seja o confronto, será difícil. Sabemos que temos que dar tudo à favor de nossa performance para competir nessas situação, mas vamos nos preparar e estar pronto para isso”, finalizou. 

VAVEL Logo