Lendas da Copa do Mundo: Iker Casillas
Arte: Hugo Alves/VAVEL Brasil

Lendas da Copa do Mundo: Iker Casillas

Um dos maiores goleiros da história, lenda do Real Madrid foi campeão mundial em 2010 com a Espanha

gerinhalobo
Gêra Lobo

Quando falamos de lendas da Copa do Mundo, vários nomes aparecem, como PeléDiego Armando MaradonaZinédine ZidanePaolo Rossi, entre outros. Um jogador que virou, sem sombra de dúvidas, uma lenda na maior competição de futebol do planeta é Iker Casillas.

Campeão mundial em 2010 com a Fúria, Casillas, que provavelmente não será convocado para a Copa do Mundo da Rússia, já é um experiente no torneio, tendo disputado ele quatro vezes, todas sendo titular, algo impressionante, já que começou bem novo.

Primeira Copa: titularidade

Um jovem Casillas quase chegou nas semifinais de uma Copa | Foto: Tony Marshall/Getty Images
Um jovem Casillas quase chegou nas semifinais de uma Copa | Foto: Tony Marshall/Getty Images

Logo na sua primeira participação, Casillas chegou com moral, já que, mesmo não sendo titular durante a vitoriosa temporada 2001/02 com o Real Madrid, ele jogou a decisão da Uefa Champions League em 2002, partida que teve o famoso gol de voleio de Zidane, garantindo a nona conquista de Champions para os merengues.

A sua primeira copa foi boa, por assim dizer. Casillas conseguiu chegar até as quartas de finais com a Espanha, sendo eliminado apenas nos pênaltis contra a anfitriã Coreia do Sul. Iker sofreu cinco gols em cinco partidas, números nem tão ruins para um goleiro de 21 anos que estreou em uma Copa do Mundo sendo titular.

Segunda Copa: capitão e líder

Mais experiente e primeira vez capitão | Foto: PA Images/Getty Images
Mais experiente e primeira vez capitão | Foto: PA Images/Getty Images

Mais experiente e jogando ao lado de uma equipe ainda mais qualificada, a Copa do Mundo da Alemanha, em 2006, tinha uma boa expectativa por parte de Casillas e todos os espanhóis. A equipe começou bem sua campanha com um novo capitão, tanto que a Espanha venceu todos os seus jogos da primeira fase, marcando oito gols e sofrendo apenas um.

O problema para Iker e cia veio logo nas oitavas, quando tiveram uma pedreira gigante, encarando a França de Zinédine Zidane. Um grande azar para uma equipe que fez uma primeira fase praticamente impecável, e a derrota por 3 a 1 encerrou algo melancólico. Casillas estava perfeito... até as oitavas. Lembrança bem ruim para o arqueiro.

Terceira Copa: a glória

Casillas e o troféu mais desejado do mundo | Foto: Matthew Ashton/Getty Images
Casillas e o troféu mais desejado do mundo | Foto: Matthew Ashton/Getty Images

Enfim chegamos no grande momento da carreira de Casillas. A Espanha, querendo ou não, era a grande favorita para a Copa do Mundo da África do Sul, pois era a atual campeã da Eurocopa e tinha meio que "reescrito" o futebol, com um estilo de jogo de muito toque de bola, envolvendo o adversário. Além disso, era uma base fortíssima, com craques como Andrés IniestaXaviCarles Puyol David Villa.

Mesmo com alguns altos e baixos na fase de grupos, além de um futebol meio "xoxo", a Espanha conseguiu manter uma regularidade, principalmente defensivamente, liderados por Casilla. Na grande decisão, diante da Holanda, Iker foi incrível, tanto que fez uma das defesas mais espetaculares da história da Copa, quando Arjen Robben saiu cara a cara com ele, tirou bem, mas Casillas fez um verdadeiro milagre. Relembre abaixo.

A Espanha sofreu um total de dois gols durante aquela Copa, sendo ambos os tentos na fase de grupos, ou seja, Iker e cia não tomaram gol e nenhum dos quatro jogos da segunda fase, algo simplesmente inédito. Título merecido pela regularidade e Casillas ficou na história por levantar a taça de campeão mundial.

Quarta Copa: vexame na sua última participação

Decepção total na Copa do Brasil | Foto: Nick Potts - EMPICS/Getty Images
Decepção total na Copa do Brasil | Foto: Nick Potts - EMPICS/Getty Images

Se o torneio passado foi só de alegrias, quatro anos depois a história foi completamente diferente, com um fim trágico. Na provável última copa de Casillas, que foi realizada no Brasil, o goleiro e toda a sua seleção passaram por um verdadeiro vexame.

Após um "troco" dado pela Holanda, que enfiou um 5 a 1 logo na estreia, e uma derrota duríssima diante do Chile por 2 a 0, os espanhóis, que eram os atuais campeões, deram adeus muito cedo. Nada apaga a história de Iker nas copas, mas seu último jogo foi bem difícil de engolir.

Iker Casillas em Copas do Mundo

Jogos: 17
Gols sofridos: 18
Jogos sem tomar gols: 9
Títulos: 1

VAVEL Logo

Liga Espanhola Notícias

há 11 dias
há 11 dias
há 11 dias
há 12 dias
há 15 dias
há 16 dias
há 19 dias
há 19 dias
há 19 dias
há 19 dias
há 19 dias