Kagawa (5'1ºT - 0 x 1), Quintero (38'1ºT - 1 x 1) e Yuya Osako (28'2ºT - 1 x 2)
Histórico: com um a mais, Japão vence a Colômbia na estreia da Copa

Histórico: com um a mais, Japão vence a Colômbia na estreia da Copa

No primeiro triunfo de um asiático sobre um sul-americano em Copas, japoneses aproveitam a superioridade numérica para derrotarem os colombianos por 2 a 1 em Saransk

rafalisboa
Rafael Lisboa

Na reedição do duelo que aconteceu na Copa de 2014, Colômbia Japão se enfrentaram na Mordovia Arena, em Saranks, pela primeira rodada do Grupo H, do Mundial da Rússia. Com um a mais desde os minutos iniciais, a equipe niponica fez história e venceu por 2 a 1, sendo a primeira seleção asiática a vencer um sul-americano em Mundiais.

Com o resultado, o Japão lidera o grupo, com 3 pontos. Na próxima rodada, os colombianos enfrentarão a Polônia, às 15h em Kazan, e os japoneses duelarão contra Senegal, ao meio-dia em Ecaterimburgo. Ambas as partidas serão no próximo domingo (24).

Sánchez evita gol no início, é expulso mas Colômbia busca o empate no fim

A partida começou a mil por hora. Após ganhar no corpo, Osako chutou para defesa de Ospina e, no rebote, Sánchez cortou com a mão a finalização. Pênalti marcado e o volante foi expulso pelo árbitro esloveno, o segundo cartão vermelho mais rápido em Copas. Na cobrança, Kagawa deslocou Ospina e abriu o placar: 1 a 0.

Mesmo com 10, a Colômbia quase empatou aos 11: Quintero cruzou, Falcao desviou e Kawashima fez grande defesa. A resposta asiática veio logo depois, em grande finalização de Inui, que tirou tinta da trave. Logo aos 30 minutos, Pékerman tirou Cuadrado, que fez uma partida ruim, e colocou Barrios, para reforçar a marcação no meio. 

Quintero cobra a falta que empataria a partida (Foto: Clive Brunskill/ Getty Images)
Quintero cobra a falta que empataria a partida (Foto: Clive Brunskill/ Getty Images)

Após jogada individual de Falcao, o árbitro marcou falta para a Colômbia. Na cobrança, Quintero cobrou por baixo da barreira, à la Ronaldinho, e Kawashima tirou a bola de dentro do gol, aos 38 minutos: 1 a 1. Mesmo com a tecnologia, os japoneses reclamaram demais, mas a bola realmente entrou. Foi o último lance de perigo da primeira etapa, e os colombianos saíram motivados para o intervalo.

Cabeçada fulminante de Osako garante o importante triunfo japonês 

Precisando aproveitar a vantagem numérica, os japoneses começaram o segundo tempo pressionando, e quase marcaram o segundo aos 8, mas Ospina defendeu a bomba de Osako. Três minutos depois, foi a vez de Inui forçar uma ótima defesa do goleiro colombiano. Vendo sua equipe acuada, Pékerman colocou James em campo.

Mas não adiantou muito, pois um minuto depois, o Japão quase marcou com Sakai, mas a bola foi para fora. Na blitz nipônica, Inui perdeu grande chance aos 27, na pequena área, mas ganhou o escanteio. Aos 28, Osako subiu mais alto que a defesa e cabeceou sem chance para Ospina: 2 a 1. Aí, só restou ao Japão cozinhar o jogo para garantir uma importantíssima vitória contra a favorita do grupo.

VAVEL Logo
CHAT