Sincero, Nabil Maâloul não gosta da atuação da Tunísia e pede desculpas a torcedor

Sincero, Nabil Maâloul não gosta da atuação da Tunísia e pede desculpas a torcedor

Goleados por 5 a 2, a Tunísia praticamente dá adeus a Copa do Mundo; Bélgica assume a liderança e avança de fase

MCoelho
Marcelo Coelho

A Tunísia sofreu uma goleada de 5 a 2 para a Bélgica, em partida válida pela segunda rodada do grupo E. Diante de uma atuação ruim, o comandante da seleção africana não poupou palavras para descrever o jogo.

Nabil Maaloul afirmou que já esperava uma partida difícil sabendo da superioridade da Bélgica, principalmente de seus jogadores, e mesmo esperando um resultado ruim, ele sentiu a necessidade de se desculpar com o seu país.

Como esperávamos, foi um jogo muito extremamente difícil, muito difícil. Desde o sorteio dos grupos, nós sabíamos que a Bélgica seria o nosso adversário mais complicado. Nós não devemos nos esquecer que os jogadores belgas são superiores. Mas mesmo assim, gostaríamos de pedir desculpas aos muitos torcedores da Tunísia que estavam no estádio. Fizemos o nosso melhor e vamos nos esforçar para melhorar muito no futuro”, comentou.

O técnico comparou o primeiro jogo contra a Inglaterra para defender as mudanças na equipe, e disse que o problema contra a Bélgica foi físico. Visivelmente incomodado, Nabil afirmou que a seleção precisa de uma nova geração que queira disputar um campeonato mundial com motivação.

Em nosso primeiro jogo, fomos criticados por focar em nosso sistema defensivo e termos deixado de produzir no ataque. Hoje, somos criticados por nossos erros defensivos. Para mim, a diferença em campo foi avassaladora em termos de aproveitamento e ainda do aspecto físico. Se você olhar o placar, 5 a 2 é algo ridículo. Mas quando vemos a posse de bola fizemos o que pudemos. O problema é que fisicamente não conseguimos acompanhar a Bélgica”, afirmou.

Precisamos de mais duas gerações de jogadores para ter uma seleção competitiva. Precisamos mudar nosso estilo de vida para permitir um maior profissionalismo. O nosso futebol está ainda muito distante de ter um nível adequado”, completou.

VAVEL Logo

Futebol Internacional Notícias

há 4 dias
há 4 dias
há 4 dias
há 4 dias
há 4 dias
há 4 dias
há 5 dias
há 5 dias
há 5 dias
há 5 dias
há 5 dias