Técnico do Independiente, Julio Falcioni revela mobilização para trazer Kun Agüero
Foto: Reprodução redes sociais

Conforme publicado pelas redes sociais de Kun Agüero e confirmado pelo Manchester City, o atacante argentino estará livre para defender uma nova equipe após dez temporadas na Inglaterra. Apesar do interesse de gigantes do futebol europeu, como Milan, Paris Saint-Germain e Juventus, o jogador poderá retornar ao seu time de origem, o Independiente/ARG.

A notícia que vem do diário Olé garante que o treinador dos "Rojos", Júlio Falcioni, está animado com a oportunidade de mercado, pois além do ganho técnico, Agüero não terá custos em sua taxa de transferência, pois estará sem clube a partir de julho. 

Ao jornal citado, Falcioni revela que seu clube já se mobiliza para convencer os agentes do atacante de 32 anos. Conhecido como "El Emperador", o técnico trouxe à público o que acontece entre as partes.

Estamos falando com Yoyo (Maldonado - Secretário Geral do Indepiendente), para ver se vamos chamá-lo (Agüero) e perguntar se tem vontade de vir - Julio Falcioni, treinador dos Rojos.

Fator emocional

Torcedor do clube, Agüero já revelou em um passado recente à TYC Sports, que após sua era nos Citizens, a prioridade seria voltar ao time do coração. O jornal argentino garante que o Barcelona, um dos times mais interessados no jogador, já teria desistido da contratação por um pedido de Ronald Koeman.

Revelado pelos Rojos com apenas 16 anos, Agüero surgiu em meados de 2004 como uma das grandes sensações de seu país. Dois anos mais tarde, seria negociado com o Atletico Madrid por 21,70 milhões de euros, dinheiro que impulsionou a reforma do estádio do Independiente na época.

Quando alçado ao time principal, Agüero foi treinado pelo mesmo Falcioni, que tentará negociar sua vinda. O treinador passou pelos Rojos durante 2005/06 e retornou neste ano em sua segunda passagem em Avellaneda.

Com 18 gols marcados em 38 partidas no clube, Kun foi para Madrid, onde marcou 100 gols em 230 jogos e após este feito, mudou-se para o Manchester City em 2011, cumprindo até então 384 jogos, 257 gols e 73 assistências, estabilizando-se como o maior ídolo da história do clube inglês. Atrapalhado por lesões na atual temporada, marcou somente uma vez em oito oportunidades.

VAVEL Logo